Saiba como preparar um programa de nutrição para cavalos Guarapari, Espírito Santo

"Um cavalo alimentado corretamente poderá abrir as portas para o sucesso", afima o especialista em equinos Marcelo de Sousa. Ele descreve quais são as bases nutritivas para fortalecer cavalos de competições esportivas. Entenda sobre a influencia da digestibilidade e a produção de energia.

Clínica Veterinária Vet Center Moscoso
(27) 3222-1788
av República, 292 pm 2, Centro
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Climev
27 33387266 27 81329931
Avênida Civit 271 Parque Residencial Laranjeiras
Serra, Espírito Santo
 
Clínica Veterinária Prondog
(27) 3227-6833
av Leitão Silva, 293, Bento Ferreira
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Dr Paulo F de O Deslandes - Veterinário e Adestrador
(27) 3237-0628
-
Vitória, Espírito Santo
 
Clínica Veterinária Quatro Patas
(27) 3200-3531
av Adalberto Simão Nader, 81, República
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Cemeves Centro Veterinário
(27) 3222-3186
r Pedro Fonseca, 155, Ilha Monte Belo
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Clínica Veterinária da Ilha
(27) 3222-8718
av Alberto Torres, 130 Ilha de Santa Maria
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Climec Clínica Med Veterinária
(27) 3237-2465
r Carlos Martins, 870, Jardim Camburi
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Clínica Veterinária Doctor Vet
(27) 3222-0334
r José Cassiano Santos, 49, Fradinhos
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Clínica Veterinária Mascote
(27) 3345-8988
av Saturnino Rangel Mauro, 275, Jardim da Penha
Vitória, Espírito Santo

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Saiba como preparar um programa de nutrição para cavalos

Editoria: Vininha F. Carvalho30/3/2007

Um cavalo alimentado corretamente poderá abrir as portas para o sucesso

Toda vez que se institui um programa de nutrição deve-se buscar o equilíbrio entre o requerimento nutricional, que varia de acordo com o peso, idade, tipo e intensidade do esforço físico realizado, e a disponibilidade de nutrientes presentes nos alimentos concentrados, volumosos e suplementos.

Tomando pôr base o tempo que os alimentos permanecem nos diferentes compartimentos do tubo digestivo dos eqüinos, preconiza-se que haja um intervalo de pelo menos duas horas entre o fornecimento de alimento concentrado (RAÇÃO) e volumoso (CAPIM FRESCO/FENO), para otimizar a digestão e absorção dos nutrientes contidos nos alimentos. Esta prática evita dois acontecimentos indesejáveis: perda de nutrientes nas fezes e sobrecarga do sistema digestivo (CÓLICAS).

A glicose é a principal molécula utilizada para a produção de energia no organismo e pode seguir duas rotas metabólicas diferentes. Na presença de oxigênio a glicose gera muito mais ENERGIA. Na ausência de oxigênio a quantidade de energia produzida é muito menor.

As principais fontes de energia presentes nos alimentos são as FIBRAS, AMIDO, GORDURA e por último a PROTEÍNA.

A fibra presente no alimento volumoso (Feno de Gramínea ou Leguminosas e Capim fresco) é o nutriente mais importante para os eqüinos. Herbívoros por natureza, os cavalos precisam receber volumoso de boa qualidade e em quantidade adequada. Normalmente preconiza-se o fornecimento de 1,5 a 2% do peso vivo em feno diariamente.

A qualidade do feno depende de alguns fatores como: tipo do capim utilizado para fenação; características do solo bem como adubação corretiva; idade do capim (influencia na digestibilidade); técnicas de produção do feno, dentre outras.

As fontes de amido mais comumente utilizadas são o milho e a aveia. Os eqüinos têm dificuldade na digestão do AMIDO. Uma maneira de amenizar este problema é a utilização de alimentos concentrados 100% extrusados.

A extrusão é um processo utilizado para a produção de rações especiais e seu objetivo é aumentar a digestibilidade dos alimentos, principalmente dos carboidratos, que compõe o amido, uma vez que as moléculas de amilopectina são convertidas em amilose, que pode ser digerida pela ação da enzima a-amilase.

A melhor maneira para aumentar a energia de uma dieta é a utilização de rações ricas em óleo (EXTRATO ETÉREO: “GORDURA”). Além de aumentar a performance dos cavalos, diminui a produção de ácido lático e conseqüentemente, diminui a incidência de problemas musculares.

O sistema digestivo dos eqüinos tem capacidade de digerir facilmente o óleo, após um período de adaptação. Além disto devemos lembrar que o óleo de linhaça em especial, possui níveis elevados de ÔMEGA 3 cuja principal função é prevenir o desenvolvimento de doenças articulares e musculares, devido ao seu efeito anti-inflamatório, além de promover um brilho extra na pelagem dos cavalos.

As proteínas não devem ser consideradas com fonte de energia. O organismo só utiliza proteína para obtenção de energia em situação de emergência, por exemplo, quando há privação alimentar.

As proteínas têm várias funções importantes, mas quando em excesso prejudicam a performance dos cavalos atletas. Um eqüino adulto deve receber uma dieta total (Ração + Feno) com 10 a 12% de Proteína Bruta. Dentro desta faixa estreita de variação, isto pode ser adequado às características comportamentais de cada atleta.

Autoria: Marcelo de Sousa e Silva - TP COLORADO STATE UNIVERSITY 1997 -ESPECILISTA em EQÜINOS SOCIL EVIALIS

Fonte: SKS Promoções

Clique aqui para ler este artigo na Animalivre