Saiba como cuidar da pele Macapá, Amapá

O presente artigo fala dos ciclos da vida de uma mulher e quais sao os cuidados que tem que ter em cada um deles. Trabalhar a auto-estima, ter uma alimentação saudável e praticar algum tipo de atividade física, seja aos 20, aos 40 ou aos 60, é trabalhar também o reflexo de nossa imagem pessoal. Leia mais no artigo abaixo.

Claude Bergere
(96) 222-2793
tv São José, 2070, ap 1, Laguinho
Macapá, Amapá
 
Distr Brumanne Ltda
(96) 223-8775
av Cap Pedro, 436
Macapá, Amapá
 
Suldenir Imaculada Cunha Galvão
(96) 223-1580
av Almirante Barroso, 429, Central
Macapá, Amapá
 
Blosson Ville
(96) 223-7067
r Tiradentes, 489, Laguinho
Macapá, Amapá
 
Flama
(96) 222-2069
av Antônio Coelho de Carvalho, 86, Central
Macapá, Amapá
 

Saiba como cuidar da pele

Se sentir bem consigo mesmo é sem dúvidas a chave para uma vida saudável e duradoura. Trabalhar a auto-estima, ter uma alimentação saudável e praticar algum tipo de atividade física, seja aos 20, aos 40 ou aos 60, é trabalhar também o reflexo de nossa imagem pessoal, ou seja, aquela que carregamos desde o nascimento e todos os dias (por várias vezes!) encaramos ao olharmos no espelho.

As revoluções no campo da medicina estética comprovam que definitivamente, hoje, beleza não tem idade. E para que de fato essas novidades tecnológicas a serviço da beleza trabalhem para um resultado significativo, o mais importante é que se tenha hábitos saudáveis desde a juventude, isso garante melhor qualidade de vida, bem como uma pele mais saudável e bonita.

Com o passar do tempo nossa pele que na infância era macia, rosada e sem flacidez, se transforma devido aos agentes externos como sol, poeira, poluição. As mudanças naturais do ciclo biológico, também contribuem para essa transformação, já que na adolescência o aumento da produção hormonal estimula a oleosidade, contribuindo assim para a temida acne.  A partir da menopausa, o declínio dos estrógenos leva ao ressecamento e afinamento paulatino da pele. O relógio orgânico não pára. Contudo, o cuidado tomado com os fatores externos, sobretudo com o sol, pode prevenir muitos sinais. O tradicional conselho para se proteger nos horários de pico solar (das 10h às 16h) é mais válido do que nunca. O uso de produtos com fator de proteção solar, idem.

Segundo a esteticista, Sônia Maria Baptista, as revoluções tecnológicas no campo da estética, avançam a passos largos, ou seja, a cada dia cosméticos mais eficientes no tratamento anti-envelhecimento são criados o que contribui e muito para que homens e mulheres, estejam mais belos e jovens. No entanto, Sônia destaca, “É muito importante que se descubra e se valorize a beleza de cada idade. Uma pessoa de 50, 60 anos quando faz um tratamento estético e leva uma vida relativamente saudável pode parecer mais até mais jovem do uma de 30, por exemplo. É uma questão também de estar bem consigo mesmo e claro encontrar meios para estar bem em todas as idades”, afirma.

Os cuidados com a pele para evitar o envelhecimento são mais simples do que se imagina. De acordo com a esteticista, o primeiro passo é manter uma alimentação saudável, ingerir muita água, pois é importante hidratar o organismo por dentro e por fora, praticar algum tipo de exercício físico, exercitar sempre auto-estima, ou seja, se sentir bem e confiante quanto ao seu potencial. “O segredo é realmente gostar de você, e estar sempre se auto-afirmando, pois você sem dúvidas é seu melhor referencial. É muito importante também para manter a pele sempre bonita, ter um acompanhamento com um profissional da área de estética, pois só ele é capaz de fazer a avaliação correta do tipo de pele da pessoa, bem como indicar o melhor tratamento para o resultado desejado seja alcançado”, diz Sônia Maria Baptista.

Outro cuidado fundamental é proteger a pele dos raios solares, já que dentre os agentes agressores externos, o sol, continua sendo o principal vilão para o envelhecimento precoce. Vale salientar que o uso do filtro solar é tão importante como escovar os dentes para quem quer manter a pele saudável. “O uso do filtro solar no rosto, colo e pescoço é fundamental ainda mais para nós que vivemos em Aracaju, que é uma cidade abençoada pelo sol intenso todos os dias. Esse cuidado é essencial para quem quer manter uma pele saudável e evitar assim o envelhecimento precoce, lembrando que envelhecimento não é apenas rugas e marcas de expressão, mas sim, flacidez, ressecamento, manchas, dentre outros “defeitos” que aparecem ao longo do tempo”, comenta.

Esse cuidado do dia a dia deve ser estendido e intensificado quando estamos na praia. O ideal é usar um produto que bloqueie os raios solares no corpo e rosto. Além é claro, ir à praia sempre pela manhã até às 10h e no período da tarde a partir das 16h. “Para quem não pode ficar sem se expor ao sol, a melhor pedida é usar o bloqueador solar, ou seja, um filtro acima do fator 35, tanto no rosto quanto no corpo, pois mesmo na sombra do guarda-sol, não estamos protegidos já que os raios incidem na areia, a qual projeta-os em nossa pele. Sempre digo que o sol é fonte de vida, mas também, é fonte de morte, pois além do envelhecimento ele também é um dos vilões no desenvolvimento do câncer de pele”, completa Sônia.

Confira o que acontece com a pele nas diferentes décadas de vida e os cuidados que devem ser tomados:

20 anos:

Atenção com o excesso de óleos. Nesta fase, é vital cuidar do equilíbrio da pele, limpando-a e nutrindo-a adequadamente. É que 80% dos jovens com cerca de 20 anos -- quando a pele atinge seu apogeu -- sofrem de oleosidade e acne. Contudo, a pele oleosa deve ser limpa sem exagero para não causar efeito rebote (retirar a oleosidade demasiadamente aumenta a produção das glândulas sebáceas).

O indicado é lavar o rosto duas vezes ao dia com sabonetes especiais para pele oleosa e aplicar tônicos adstringentes, que ajudam no controle da oleosidade natural. As hidratações devem ser feitas com produtos sem óleo, com fator de proteção solar e que não causem cravos.

Quem possui pele seca pode higienizá-la duas vezes ao dia com sabonetes especiais para este tipo de pele, aplicar tônico com componentes emolientes e hidratantes leves, que possuam fator de proteção solar.

A partir dos 30 anos:

O tempo começa a se fazer visível. A partir da terceira década, a tendência é a pele ficar mais seca, pois ocorre o declínio da qualidade da renovação celular da epiderme (a camada superficial). As fibras de colágeno e elastina também começam a sofrer alterações em qualidade e quantidade. Com sua capacidade de proteção diminuída, a pele fica mais suscetível às variações do ambiente, tornando-se mais propensa à formação de manchas e rugas.

A velocidade com que estes sinais serão impressos na pele, no entanto, depende da proteção tomada com os estímulos externos, como o sol. Por isso, recomenda-se o uso de sabonetes suaves, tônicos indicados para o tipo de pele e hidratantes com filtro solar e complexos antioxidantes.

A partir dos 45 anos:

A chegada das linhas de expressão. Na pré-menopausa, a queda da produção de estrógeno abala a renovação das fibras de colágeno e elastina, fazendo com que a pele fique mais fina, menos firme e elástica. Os mecanismos de proteção e hidratação sofrem declínio progressivo. As marcas de expressão ficam mais evidentes e as alterações na melanina (o pigmento que dá coloração à pele) favorece o surgimento de melanoses solares (manchas causadas pelo sol).

Conforme a textura de pêssego cede lugar a uma pele mais desvitalizada, torna-se importante repor os componentes perdidos. Além da limpeza e tonificação, a partir deste ponto é vital o uso de cremes de tratamento intensivo.

A partir dos 60 anos:

Pele precisa de cuidados especiais. A queda da produção hormonal acentua o ressecamento da pele. Com isso, as rugas são mais profundas e em maior quantidade. A renovação celular é deficiente, a elasticidade e a firmeza da pele estão comprometidas. Além disso, ela fica sensível à diminuição da barreira cutânea e mais propensa a infecções devido à queda da função imunitária (células de defesa cutânea). E também mais sujeita às manchas.

Mais fina, flácida e desidratada, a pele pede proteção extra. Torna-se essencial adotar cremes com maior teor hidratante, textura mais consistente e filtro solar. Tônicos com ativos anti-envelhecimento podem ser usados para complementar o tratamento. Na hora de higienizar, os sabonetes devem ser usados no máximo duas vezes ao dia, para não tirar a proteção natural da pele.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica