Estudando a substância do Botox Marabá, Pará

A descoberta da toxina botulínica aconteceu após o tratamento de distúrbios musculares involuntários. Compreenda a composição dessa substância. Entenda também como surgiu o Botox e o Dysport no combate às rugas.

Eduardo Ruy Chaves
(91) 3222-0860
Tv Quatorze de Marco 1206
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Valter Santos
(91) 3229-0532
Rua dos Pariquis 3001 - Sala 1105
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Lastênia Menezes, Dra
(91) 3259-2662
av Cons Furtado, 2865 S 6, São Braz
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Belplástica
(91) 3249-0652
r Pariquis, 3001 sl302, Cremação
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Alexandre Calandrini
(91) 3252-3933
tv D Romualdo Seixas, 606, Umarizal
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Victor Aita
249-0292
Jose Bonifacio 984 - a
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Clínica Octávio Wanzeller
(91) 3249-5777
av Cons Furtado, 2391 sl 1406
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Cirúrgica Integrada Geral
(91) 3252-4964
r Bernal Couto, 671, Umarizal
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Sociedade Médico Cirúrgica Pará
(91) 3241-2604
Pass Bolonha, 134, Nazaré
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Aymoré
(91) 3242-0886
Rua João Balbi, 273
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Estudando a substância do Botox

O nome Botox vem sendo utilizado como sinônimo de aplicação de toxina botulínica nos consultórios médicos.
A toxina botulínica é a substância produzida pela bactéria Clostidium Botulinum e este produto é um complexo protéico de neurotoxina purificada, de alto peso molecular, estabilizada, apresentada na forma de pó seco, dentro de um frasco estéril embalado a vácuo.
A toxina botulínica não tem a capacidade de produzir botulismo, pois no procedimento de aplicação não injetamos a bactéria ativa capaz de se reproduzir e sim somente a toxina completamente controlada e reconstituída em soro fisiológico estéril.
Existem 07 subtipos desta neurotoxina (de A até G) onde a A é a mais utilizada e comercializada. Existem 02 nomes comerciais fortes no mercado: Botox e Dysport

Em 1989, a Food and Drug Administratron (FDA) licenciou a toxina botulínica do tipo - A como uma droga para o tratamento de distúrbios musculares involuntários, estrabismo, blefaroespasmo e espasmo hemifacial.
Em 1991 foi publicado um trabalho onde os autores notaram uma diminuição importante das rugas ao redor dos olhos nos pacientes tratados com toxina botulínica do tipo - A para blefaroespasmo (piscadas involuntária dos olhos).
A observação da utilização da toxina botulínica em outras especialidades fez com que a Dermatologia Clínica pudesse utilizá-la para o tratamento da hiperhidrose palmar, plantar e axilar, e a Dermatologia Cirúrgica a incorporasse para o tratamento das rugas dinâmicas da face.
Os melhores resultados de aplicação de toxina acontece em pacientes jovens, onde a pele ainda esta hígida, com boa elasticidade e com boa integração do colágeno (tecido de sustentação), desta maneira ele é utilizado para prevenção da formação das rugas.
Em pacientes cujo sistema de sustentação esta comprometido, podemos associar técnicas coadjuvantes para o resultado almejado.

Sobre o Autor
check-up, saúde, medicina, perder peso,

Artigos.com