Entenda a dermopigmentação da pele Marabá, Pará

Receber um diagnóstico de câncer de mama não é tarefa fácil na vida de nenhuma mulher. Após a mulher fazer a cirurgia plástica para reconstrução da mama chega a hora da reconstrução dos mamilos. Veja como isso e possivel abaixo.

Eduardo Ruy Chaves
(91) 3222-0860
Tv Quatorze de Marco 1206
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Valter Santos
(91) 3229-0532
Rua dos Pariquis 3001 - Sala 1105
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Sociedade Médico Cirúrgica Pará
(91) 3241-2604
Pass Bolonha, 134, Nazaré
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Aymoré
(91) 3242-0886
Rua João Balbi, 273
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Álvaro Gomes
(91) 3223-6735
Rua Municipalidade, 1655
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Victor Aita
249-0292
Jose Bonifacio 984 - a
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Clínica Octávio Wanzeller
(91) 3249-5777
av Cons Furtado, 2391 sl 1406
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Belplástica
(91) 3249-0652
r Pariquis, 3001 sl302, Cremação
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Perfecta
(91) 3276-9080
av Papa João Paulo II, 1358, Marco
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Lastênia Menezes, Dra
(91) 3259-2662
av Cons Furtado, 2865 S 6, São Braz
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Entenda a dermopigmentação da pele

Solução para mulheres que passam pela mastectomia.

Receber um diagnóstico de câncer de mama não é tarefa fácil na vida de nenhuma mulher. Porém com os avanços da medicina, atualmente existem vários recursos e tratamentos que têm ajudado a minimizar esse processo através da reconstrução da mama logo após a mastectomia (retirada total da mama) ou a quadrantectomia (retirada parcial). De acordo com a Cirurgiã Plástica e especialista em reconstrução mamária, Dra. Tatiana Caloi, do Spaço Urbano, esse procedimento pode ser feito na maioria dos casos, bastando observar se a paciente não possui contra-indicações como obesidade, diabetes grave, problemas cardíacos e outros fatores que impeçam uma longa cirurgia.

Após a mulher fazer a cirurgia plástica para reconstrução da mama chega a hora da reconstrução dos mamilos, que na maioria dos casos é retirado junto com a mama que foi operada. Os mamilos são refeitos com cartilagem da orelha, parte do mamilo da outra mama ou pele da própria mama reconstruída.

A escolha depende do tamanho do mamilo contra-lateral e do local da pele que vai ser retirada, o procedimento é feito através de uma pequena cirurgia que dura em média 15 minutos e pode ser realizada no consultório médico ou hospitalar, com anestesia local. "O ideal é que o procedimento seja feito de três a seis meses após a reconstrução da mama e só após três meses do mamilo refeito poderá se iniciar a dermopigmentação da aréola", explica a Dra.Tatiana Caloi.

A dermopigmentação de aréola utiliza a mesma técnica da tatuagem artística e seu procedimento dura aproximadamente 30 minutos. "Os pigmentos que utilizamos ajudam a reconstruir uma aréola que não existe ou camufla uma cicatriz que tenha ficado após uma mamoplastia ou quadrantectomia", reforça a cirurgiã plástica. Ainda segundo a médica na maioria das vezes é necessário que após alguns meses seja feito um retoque para melhorar a coloração da aréola reconstruída. A dermopigmentação de aréola é a última etapa de uma reconstrução mamária e faz com que os seios fiquem ainda mais parecidos com os naturais. "Eu digo às minhas pacientes que passaram por uma reconstrução de mama que é de fundamental importância a reconstrução do mamilo e a dermopigmentação da aréola para que a mama fique com um aspecto realmente natural. É a cereja do bolo", diz a cirurgiã plástica, Dra.Tatiana Caloi.

Realidade - O câncer de mama é atualmente o segundo mais freqüente nas mulheres sendo o responsável por cerca de 20% das mortes entre as brasileiras. A doença é caracterizada pela reprodução desordenada das células que depois de um tempo de atividade perdem seu estímulo regulador. O tumor pode ser diagnosticado através do auto-exame ou da mamografia, se o resultado for positivo para o câncer, a paciente é submetida a uma cirurgia para retirada da mama, chamada de mastectomia. "A mastectomia causa grandes traumas na mulher já que os seios são símbolo de feminilidade, sexualidade e fertilidade, o que torna sua perda dolorosa, afetando o psicológico, o físico e o convívio social da mulher", diz a Dra. Tatiana Caloi.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica