Educação Nutricional Com A Terceira Idade Marabá, Pará

As investigações vêm mostrando formas de melhorar a qualidade de vida daqueles que estão no processo de envelhecer, e uma das formas de se obter essa melhoria é o desenvolvimento de Programas de Saúde. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esses programas, que têm como base a comunidade e que implicam promoção da saúde do idoso, devem ter a nutrição como uma das áreas prioritárias. Leia mais no artigo abaixo.

Baby Beef Restaurante Ltda
(91) 3245-1262
av Magalhães Barata,Gov, 623, São Brás
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Frango Carioca
(91) 3245-0714
rod Mário Covas, 127
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Norte Restaurante Ltda Me
(91) 3223-8946
tr Eutíquio,Pe, 1078, Lj 414, Batista Campos
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Galeto da BR
(91) 3235-9266
rod BR 316, 1835
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
D.n.a Procopio Restaurante -me
(91) 3225-4445
pça Caetano Brandão,Frei, 302, Tr, Cid Velha
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Restaurante Yamaga
(91) 3235-0110
rod BR 316, s/n
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Centro Vivo Restaurante
(91) 3255-0227
rod BR 316, 1205
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Anjo da Guarda Comercio de Alimentacao Ltda
(91) 3264-9644
av Lemos,Sen, 3153, Sacramenta
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clube Municipal de Ananindeua
(91) 3235-6616
Conj. Cidade Nova VII - WE 68, nº 392
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Churrascaria Garrote
(91) 3255-0134
rod BR 316, s/n
Ananindeua, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Educação Nutricional Com A Terceira Idade

Pesquisas na áre da saúde vêm mostrando formas de melhorar a qualidade de vida daqueles que estão no processo de envelhecer, e uma das formas de se obter essa melhoria é o desenvolvimento de Programas de Saúde. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 2006, esses programas, que têm como base a comunidade e que implicam promoção da saúde do idoso, devem ter a nutrição como uma das áreas prioritárias.

Dentre outros fatores, a alimentação saudável atua de forma determinante no processo de prevenção, conservação e recuperação da saúde do idoso, que tem nesse momento de sua vida necessidade de reposição de alguns nutrientes como vitaminas, minerais e redução de outros como é o caso do sódio que colabora para a retenção de líquido e agrava a hipertensão arterial comum na pessoa idosa.

A Política Nacional de Promoção da Saúde, em relação à Alimentação Saudável especifica (BRASIL. MS, 2006, p.27): "Disseminar a cultura da alimentação saudável em consonância com os atributos e princípios do Guia Alimentar da População Brasileira Divulgação ampla do “Guia Alimentar da População Brasileira” para todos os setores da sociedade. Produção e distribuição de material educativo (guia alimentar da população brasileira, 10 passos para uma alimentação saudável para diabéticos e hipertensos, cadernos de atenção básica sobre prevenção e tratamento da obesidade e orientações para a alimentação saudável dos idosos)".

Uma boa alimentação desde a infância aumenta as chances de maior longevidade e melhor qualidade de vida na velhice. Entretanto, as necessidades nutricionais da população idosa não estão ainda completamente definidas. Fatores como mudança na composição corporal, diminuição de metabolismo basal e da atividade física, bem como menor eficiência funcional e metabólica em diversos órgãos e sistemas, podem, afetar as necessidades nutricionais dessa população. 

No processo de envelhecimento a importância da alimentação é comprovada por estudos epidemiológicos, clínicos e de intervenção, que têm demonstrado a ligação entre o tipo de dieta e o surgimento de doenças crônicas não transmissíveis, incluindo as cardíacas, coronarianas, cérebro - vasculares, vários tipos de cânceres, diabetes, cálculos biliares, cáries dentárias, distúrbios gastrointestinais e várias doenças ósseas e de articulações

Dessa forma, no intresse da sáude do idoso, o conselheiro nutricional deve perceber que existem grandes variações no desenvolvimento de um indivíduo, e que restringir a educação nutricional em virtude da idade pode não ser válido, pois os idosos podem ser capazes de continuar a aprender e a mudar os comportamentos quando participam de estratégias específicas de aconselhamento que o auxiliam a adaptar a perda da memória associada ao declínio da idade. 

O aconselhamento desses indivíduos tem de considerar as mudanças sensoriais do envelhecimento que interferem no ensino-aprendizado, tais como o declínio da visão e da audição (embora nem sempre estejam correlacionados com a idade cronológica do indivíduo), a acuidade auditiva diminuída que torna necessário o uso de informações claras e simples, falar devagar e repetir os pontos mais importantes. Para a acuidade visual diminuída, deve-se certificar-se de que a luz ambiental esteja suficientemente clara e encorajar o uso de óculos. Usar poucos materiais visuais, cores contrastantes e bem definidas (sem sombras), com letras grandes, facilita o trabalho. Quanto à percepção distorcida de cores, deve-se evitar usar as cores azul, verde e violeta nos materiais educativos e o uso de superfícies brilhantes ou plástica. 

Ao realizar a educação nutricional o instrutor deve ser o facilitador e possuir vários papéis bem definidos como organizador, contato, controlador e autoridade em nutrição. Sua função mais importante, porém, é a de exercitar o bom julgamento. A efetividade do facilitador depende de um preparo e estudo extenso, adequado e freqüente, de um diagnóstico cuidadoso, planejamento, conhecimento e consideração das alternativas, ou seja, flexibilidade para trabalhar com essa população encatadora que é a "terceira idade".

 

REFERENCIAS:

CERVATO, A. M. Intervenção nutricional educativa: promovendo a saúde de adultos e idosos em Universidades Abertas para Terceira Idade. Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, 1999. p. 227.

CUPPARI, Lílian. Nutrição Clínica no Adulto. 2. ed. São Paulo: Tamboré, 2005. p.141 a 144.

MAHAN, L. Katheen; STUMP, Sylvia Escott. Krause: Nutrição & Dietoterapia.10. ed. São Paulo: Roca, 2003. p.286.

Marcia Piazza

Nutricionista Clínica e Personal Diet

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com