Dispositivo compartilha a internet com 32 micros Alagoinhas, Bahia

Essa coisinha parecida com um pen drive é, na verdade, o menor roteador que já deu as caras. O Windy 31, fabricado pela Sysnet, custa o mesmo que um roteador comum. Leia mais no artigo abaixo.

Multsom Comercio e Servicos Eletronicos Ltda
(71) 3213-5006
av Rafael,S, 2559, São Marcos
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Mix Comercio e Manutencao Ltda
(71) 3329-2783
r Salete, 64, Tr, Barris
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Lojas Spicy
(80) 0016-8388
av Tancredo Neves, 148, QZ4 Lj 42, Pituba
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Lojas Insinuante
(71) 3242-7151
r Argentina, 1 Comércio
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Ponto Ar Climatizacao Ltda
(71) 3328-5433
r Tuiuti, 214, Fds, Dois de Julho
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Frente Fria Refrigeração e Eletrodomésticos
(71) 3367-1864
Etr das Barreiras, 1508 Lj 07
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Laser Eletro Magazine
(71) 3329-9731
r Portão Piedade, 155 Barris
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Mundo Eletronico Com Varejista de Prod Eletronicos Ltda
(71) 3243-9552
r Guedes de Brito, 21, Centro
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Invicta Comércio e Representações
(71) 3241-2844
Est Liberdade, 250 s 302 Liberdade
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Pansonik Comercial Eletros Ltda - Me
(71) 3242-8807
r Miguel Calmon, 290, Comércio
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Dispositivo compartilha a internet com 32 micros

Essa coisinha parecida com um pen drive é, na verdade, o menor roteador que já deu as caras. O Windy 31, fabricado pela Sysnet, custa o mesmo que um roteador comum -, mas pode ser considerado a opção mais prática para compartilhar a conexão numa pequena rede sem fio padrão 802.11g. Basta espetá-lo na porta USB de um computador com acesso à internet.

O brinquedo pesa 19 gramas e mede 1,1 por 3 por 9 centímetros. Apesar do tamanho reduzido, ele tem os recursos básicos dos equipamentos de rede simples, com a típica configuração pela interface web e protocolos de criptografia WEP, WPA e WPA2. Além de funcionar como roteador, o produto também atua como repetidor de sinal, no modo WDS (Wireless Distribution System).

Chegamos a desconfiar de que o equipamento trabalhasse com o mesmo desempenho de um ponto de acesso comum. Mas, pelo menos no quesito velocidade, ele não deixou nada a desejar. Em testes de throughput, o Windy 31 alcançou média de 23,4 Mbps na taxa de transferência. Foi mais rápido que todos os dispositivos padrão g avaliados aqui nos últimos seis meses, como o WRT54G, da Linksys, e o DIR-524, da D-Link.

Os maiores problemas dele são a oscilação de sinal e a falta de potência. Num ambiente de escritório com divisórias, à distância de 30 metros do roteador, a navegação é feita com dificuldades usando um notebook. O software de medição mostrava potência de apenas 48%, enquanto os produtos de rede mais simples já conseguem bater os 80% facilmente.

No quesito segurança e administração, o Windy 31 também perde pontos, pois não tem nenhum recurso avançado de segurança, como firewall ou controle de acesso de usuários à interface de configuração. As opções de gerenciamento também são limitadas: não há priorização de tráfego de acordo com o tipo de uso, nem redirecionamento de portas ou divisão de banda entre os usuários. Outra coisa ruim é que apenas 32 computadores podem se conectar ao roteador.

Fonte: InfoLab

Clique aqui para ler este artigo na Techlider