Descobrindo os segredos para o sucesso empresarial São José dos Pinhais, Paraná

Fazer sucesso é ser capaz de desenvolver um estilo próprio, diferente e inovador. Neste artigo o autor fala varias segredos para alcancar o sucesso. Veja mais neste artigo.

Intercred
(41) 3324-5961
Al Dr Muricy, 542 sl 102 an 1 Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Controller´s
(41) 3323-8423
Al Cabral, 583 cj 5 Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Mega Card
(41) 3024-2288
r João Negrão, 162 sl 33 Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Sucesso Serviços Financeiros
(41) 3079-0634
r Vicente Machado, 467 sl 102 na Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Executivos Financeiros
(41) 3242-5351
av 7 de Setembro, 6120 Batel
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Kitassy
(41) 3013-4110
r 4, 38 sl 60 Cidade Industrial
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
HSBC
(41) 3376-1490
r Pres Padua Fleury, 805 Hauer
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Central Cred
(41) 3224-3233
r 15 de Novembro, 279 cj 212 Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Niponcred
(41) 3076-9727
r José Loureiro, 464 2º andar Centro
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Agiplan Serviços Financeiros
(41) 3074-0200
r Des Westphalen, 53 an 3
Curitiba, Paraná

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Descobrindo os segredos para o sucesso empresarial

Desenvolva um Estilo Próprio

Fazer sucesso é ser capaz de desenvolver um estilo próprio, diferente e inovador. Você não sabe como fazer isso? Neste capítulo você aprenderá. Siga o seguinte raciocínio:

Lembra da voz do maior ídolo do rock’n’roll surgido em 1956 que usava roupas coloridas e extravagantes e se requebrava nos palcos para o delírio dos fãs? Lembra o nome dele? Ele se chamava Elvis Presley, e será lembrado ainda por muitos anos.

Quem era o tipo na televisão que, além de uma reluzente careca, liquidava marginais e vivia chupando pirulito? Seu nome verdadeiro é Telly Savalla, o famoso Kojak dos filmes policiais.

E o que dizer de um jovem de cabelos compridos, com um imenso medalhão pendurado no pescoço, cantando música de iê-iê-iê, mandando brasa e tudo “pro inferno” em meados na década de 1960? É claro que me refiro ao rei Roberto Carlos.

Quem foi o pugilista americano que irritava seus adversários sapateando em frente deles e falando insultos, até colocá-los na lona nocauteados, e foi considerado um dos mais perfeitos boxeadores do mundo desde 1964? O nome dele é Cassius Clay Muhammed Ali, inesquecível pelo seu estilo.

E o mega-astro americano que em 1984 vendeu 70 milhões de discos, quando lançou uma estranha dança chamada break, requebrando-se nos palcos, vestindo roupas coladas ao corpo, enlouquecendo os fãs em todo o mundo? Estou falando de Michael Jackson, uma mistura de homem e mulher, verdadeiro andrógino dos anos 80.

Eu poderia mencionar centenas de outros ídolos das massas, notáveis pelo estilo próprio que desenvolveram em suas carreiras.

Para você fazer sucesso na vida profissional, social ou mesmo conjugal, é necessário que crie uma marca pessoal. Tem que ser algo original. Imitar nem sempre traz bons resultados, e você pode acabar sendo alvo de críticas destrutivas, anulando o seu sucesso.

Você precisa desenvolver um estilo próprio que facilite às demais pessoas reconhecer imediatamente o seu trabalho. Eu lhe darei algumas sugestões para clarificar as idéias; entretanto, é você quem deve descobrir alguma coisa interessante para incorporar ao seu sucesso. Tudo aquilo que é repetitivo tende a ser lembrado com maior facilidade. As grandes indústrias de bebidas, por exemplo, usam a força do marketing para impor suas marcas.

Alguns comediantes de televisão ficam famosos com os seus “tipos” especiais, cujo sucesso desafia o tempo. Ninguém que tenha assistido a um filme de Charles Chaplin o esquecerá, ou melhor, esquecerá o Carlitos, com aquele bigodinho maroto, a bengala, as roupas frouxas, o pequeno chapéu preto e o característico modo de andar. Essa era a marca registrada do personagem de Charles Chaplin.

No Brasil, inúmeros cantores se tornaram ídolos de sucesso por ousarem inovar em seus trabalhos. Xuxa, usando o “X” como sua marca com os “baixinhos”, tornou-se, em um ano, a maior estrela de televisão do país em 1988, sendo uma das mais bem pagas, “garotas-propaganda” do continente. Com seu jeitinho de menina e trocando o S por X, a modelo e atriz Xuxa Meneghel vai fazendo seu “xuxero”. E você, não quer seguir a mesma trilha?

Veja alguns exemplos de marcas pessoais recolhidas entre as celebridades em várias partes do mundo e em todos os tempos.

1. Usar um charuto apagado.

2. Usar suspensórios.

3. Vestir-se sempre com roupas brancas.

4. Usar sempre a mesma marca de perfume.

5. Usar um boné.

6. Usar sempre o mesmo medalhão.

7. Falar uma frase ou palavra repetidamente nas conversações.

8. Usar apenas sapatos brancos ou de outra cor diferente do comum.

9. Usar um penteado atraente e único.

10. Usar um anel diferente.

11. Falar sempre de modo suave e pausado.

12. Usar sempre uma bengala.

13. Cumprimentar ou se despedir de modo diferente.

14. Usar jóias, brincos ou pulseiras diferentes com algum símbolo místico.

15. Usar óculos diferentes.

Nesta lista de 15 itens, procurei apenas ressaltar o lado da aparência pessoal. São exemplos tirados da vida real de homens e mulheres de sucesso que ficaram famosos e conhecidos por inserirem na aparência certos atrativos. Qualquer cantor em início de carreira segue um determinado ídolo e se inspira nele. Entretanto, poucos são os que fazem grande sucesso com a imitação dos ídolos. Os críticos se encarregam de liquidar pela raiz qualquer amador que queira imitar um astro consagrado, quer na música ou em outro tipo de arte.

O estilo que você é que o torna novidade. Os gênios são antes de mais nada as pessoas mais corajosas deste mundo, porque ousam lançar algo inédito, diferente, e não se intimidam com as críticas dos invejosos.

Apresente algo diferente ao seu público e ele nunca se esquecerá de você e acabará por lhe carregar até o sucesso desejado. Uma dona-de-casa que deseje fazer sucesso com os filhos e o marido pode aprender a fazer comida árabe, por exemplo, e aos domingos servi-la a todos. Ou, quem sabe, aprende deliciosas receitas de aperitivos e prepara-os todas as noites quando o marido volta do trabalho.

O importante é você sair do rotineiro, do comum, principalmente quando ainda não conseguiu o sucesso desejado. Ouse ser diferente e experimente o prazer de ter êxito em sua profissão.

Jimi Hendrix queimava suas guitarras no palco onde se exibia. Ney Matogrosso pintava todo o corpo e o rosto em suas primeiras apresentações com o conjunto Secos & Molhados. A italiana Ilona Staller, conhecida como “Cicciolina”, se elegeu deputada por sua ousada campanha feita exibindo os belos seios nus. O pintor Di Cavalcanti consagrou-se como o pintor das mulatas. O cineasta mestre do suspense Alfred Hitchcock gostava de usar um enorme charuto sempre apagado. A lista de pessoas que fizeram um enorme sucesso usando de criatividade é imensa.

Você sabe qual a diferença entre estas pessoas que acabei de mencionar e você? Coragem de colocar algumas idéias em primeira mão. Seu cérebro basicamente possui a mesma quantidade de neurônios que a dos mais renomados cientistas do mundo. Mas como é que podemos nos transformar num Albert Einstein? Um Nélson Piquet? Uma Tina Turner? Um John Travolta ou uma Margaret Thatcher?

Pesquisas feitas no mundo inteiro sobre os grandes gênios da humanidade chegaram à surpreendente conclusão de que é o desejo de se tornarem famosos, aliado a uma incansável perseguição das metas estabelecidas, o responsável pelo sucesso estrondoso que alcançaram.

Eu próprio fiz uma análise meticulosa na biografia de dezenas de personalidades famosas e notei que havia uma incrível semelhança nas experiências que tiveram numa certa fase da vida. Muitas pessoas iniciaram um processo de autotransformação após ouvirem uma pregação religiosa, lerem um livro, assistirem a uma peça ou a um filme. A grande maioria recebeu conselhos de amigos, parentes, mas nem sempre os levou a sério. Parece que o ser humano não gosta de ser pressionado diretamente para atingir o sucesso ou progredir na vida. Há uma tendência inata em fazer exatamente o oposto daquilo que os nossos pais recomendam. Mas nem todas as pessoas famosas passaram por esse processo. Alguns nem conheceram seus verdadeiros pais.

Outras são filhos de pessoas que nada chegaram a influenciar na decisão de seguir determinada carreira. O pai de Sigmund Freud era comerciante de lãs, e no entanto Freud não se tornou um comerciante, mas optou pela medicina, tornando-se anos depois, o criador da Psicanálise. Ele desenvolveu seu próprio estilo terapêutico, sofreu severas críticas de seus colegas na época, tornando-se, a despeito disso, famoso e respeitado em todo o mundo.

O poder de criar existe e todos nós. Dentro de você há um infinito manancial de boas idéias à espera de ser solicitado. Para desenvolver o estilo que lhe trará o sucesso desejado, você precisa exercitar sua imaginação. Walt Disney dizia que deveríamos considerar o aparelho da imaginação como músculos mentais; desse modo, quanto mais trabalho lhes for dado, mais eles se desenvolverão.

Não há grandes segredos na arte de criar e inovar. O passo mais importante é você desejar criar, exercitar sua imaginação, executar continuamente a atividade em que deseja alcançar êxito.

A fim de desenvolver a criatividade, sua mente precisa não somente de exercício mas também da aquisição de materiais com que formar idéias da melhor maneira.

Observei com atenção que as pessoas que fizeram ou estão fazendo grande sucesso atualmente tinham características similares, e uma delas é a criatividade. Isso mesmo. São pessoas criativas, inovadoras, sempre apresentando algo inédito e especial. De que modo você pode ampliar a sua capacidade de criar?

· Viaje sempre que puder.

Viajar é uma espécie de experiência que tende a alimentar a imaginação. As cenas, os acontecimentos, enfim, todos os fatos que você vê ou ouve durante uma viagem gravam-se na memória e reforçam o seu poder de associação. Às vezes, anos depois, podem dar origem a uma idéia que não teria surgido se você não tivesse ido a certo lugar e presenciado algum acontecimento.

Quando você viajar a partir de agora, leve consigo uma câmara fotográfica, uma filmadora ou gravador para registrar os acontecimentos que lhe despertem o interesse. Talvez mesmo você possa criar um livro de viagens, onde anotará todas as coisas curiosas por onde passar, as histórias que ouvir e tudo mais que seja interessante. Muitos cantores e escritores confessaram-me que grande parte das suas obras é fruto de associações e recordações de fatos vividos.

Quando digo viajar não estou delimitando lugar, país ou tempo. Uma viagem feita a um subúrbio, ou cidadezinha interiorana, pode ser tão rica em novas experiências quanto uma volta ao mundo. Dependerá do seu estilo de ânimo, sua curiosidade em descobrir e identificar novas experiências. Um simples passeio pela cidade pode lhe trazer boas idéias. Os inventores de sucesso, antes de se debruçarem sobre a mesa do laboratório, costumam buscar inspiração num passeio despreocupado pelas avenidas e parques de uma cidade.

Novos ambientes, novas pessoas aguçam nosso espírito e imaginação, contribuindo de modo positivo para a ideação e criatividade.

· Amplie seu círculo de amizades.

Os contatos pessoais também contribuem muito para alimentar e estimular a imaginação, sejam eles feitos com pessoas jovens ou idosas. Em qualquer atividade, as relações humanas são responsáveis pelo sucesso ou fracasso. Para que sejam um fator de sucesso, você deve aprimorar o modo como lida com as pessoas. Precisa se tornar verdadeiramente interessado por elas. Há muito o que aprender com um amigo, vizinho ou mesmo um desconhecido. Você já ouviu falar em Theodore Roosevelt? Um dos homens mais ilustres da política americana, Roosevelt, além de governador do estado de Nova York, foi presidente dos Estados Unidos; entretanto, dizia ele que nunca encontrou uma pessoa sequer com a qual não tivesse algo a aprender. Roosevelt não apenas dizia isto como também demonstrava na prática seu pensamento. Sabe-se que aquele ilustre estadista era capaz de viajar grandes distâncias apenas para consultar e obter a opinião de outras pessoas. Estava sempre pedindo conselhos, colhendo informações com o maior número possível de pessoas. Quando tomava uma decisão, acertava sempre. Você quer fazer sucesso? Quer ampliar seu poder criativo? Então converse, ou melhor, ouça as pessoas que estão à sua volta, estimule-as a falar sobre as próprias experiências; a partir deste momento, você começa a fazer sucesso com elas.

Tudo quanto aprendemos foi através de alguém. Quer tenhamos lido um livro, assistido a um filme ou peça teatral que nos ensinou algo de bom, devemos este benefício a alguma pessoa ou grupo de pessoas. Um círculo de amizades não é algo que arranje da noite para o dia. Leva décadas a construir. Nos negócios, nas artes como na política, você precisa de muitas pessoas, espalhadas pelos lugares certos, de quem pode depender, porque elas também podem depender de você. Afinal, para que você faça sucesso, é indispensável que existam muitas pessoas reconhecendo isto. Não há um único ser humano na face da Terra que faça sucesso apenas para si. Sucesso pode significar muitas coisas, inclusive reconhecimento público.

Mathias Gonzalez

Mathias Gonzalez, brasileiro e naturalizado australiano, autor de 132 livros dedicados à filosofia, psicologia e educação.
-> Psicólogo clínico, organizacional e escolar.
-> Pós-graduado em Psicopedagogia.
-> Especialista em Educação a Distânci.
-> Mestre em Gerontologia;
-> Mestre em Tecnologia de Comunicação e Informação.
-> Doutorando em Educação

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com