Cuida da pele sensível no inverno Macapá, Amapá

Quem tem pele sensivel tem que ter cuidado redobrado, pois nao e qualquer tipo de produtos que pode usar. O tempo frio piora o aspecto desse tipo de pele, já que as variações bruscas de temperatura e o clima seco dificultam sua recuperação. Leia mais no artigo abaixo.

Clinica dos Olhos
(96) 3222-2131
r Cândido Mendes, 1299 ca A Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Jose M Lobato
(96) 3223-3315
av Antônio Coelho Carvalho, 424 Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Clinica Dr Alexandre
(96) 3224-1776
av Dq de Caxias, 730
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Centro de Estetica Selma
(96) 225-2500
r Tiradentes, 308 Altos Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Zeneide Alves
(96) 3224-2425
av Pres Getúlio Vargas, 1062
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
News Estetica
(96) 3223-7799
av Mendonça Furtado, 1007
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Clinica de Estetica Antonyelle
(96) 3222-5759
av Raimundo Álvares Costa, 998
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Consultorio Dr Romerval
(96) 3222-5223
av 1de Maio, 192
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Mesoclin
(96) 3223-4248
av Procópio Rola, 2431 Santa Rita
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Med Center
(96) 3222-1231
r S José, 1704 Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cuida da pele sensível no inverno

A pediatra Renata de Campos Boschini, 32, só usa linhas de produtos especiais para seu tipo de pele e passa longe dos sabonetes comuns. Mas não é porque ela tem o gosto muito refinado ou algo do tipo. "Nem tento experimentar outros produtos, porque minha pele se irrita e fica vermelha muito facilmente", conta.

Ela tem pele sensível e ainda sente que no inverno a situação fica mais complicada, com o vento e o tempo seco; por isso, não abre mão do filtro solar com hidratante --sempre sem substâncias alergênicas ou irritantes.

O tempo frio piora o aspecto desse tipo de pele, já que as variações bruscas de temperatura e o clima seco dificultam sua recuperação. Outro fator agravante é o estresse, pois o cortisol, hormônio liberado em situações estressantes, interfere na resposta vascular desse órgão --deixando-o mais vermelho independentemente do clima.

Para a pele sensível, a reparação depois de agressões como variação de temperatura e limpeza mais abrasiva é complicada. "A pele é o primeiro órgão que se adapta às mudanças bruscas. Tende a sair do equilíbrio para se readaptar e, quando é sensível, sofre mais durante essa readaptação", explica a dermatologista Denise Steiner, responsável pelo departamento de cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Geralmente, a pele sensível é mais fina, mais clara, com tendência à vermelhidão e vasodilatação rápida. E é no rosto onde se observam mais as evidências e as marcas da sensibilidade excessiva, já que é a parte do corpo que recebe mais cosméticos e tem mais anexos (ouvidos, nariz, boca etc.), fazendo com que as substâncias sejam mais absorvidas aí do que em outras regiões.

Isso porque usar muitos produtos também contribui para tornar sensível a pele de quem tem tendência. "Existem muito mais mulheres do que homens com esse tipo de pele, porque elas usam mais cosméticos. No Brasil não há estatística, mas nos EUA, por exemplo, 40% da população tem pele sensível", afirma Ana Paula Meski, dermatologista do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo).

Esse hábito, principalmente das mulheres, que formam a maior parte das "vítimas", aumenta as chances de irritação e de processos alérgicos. Isso dá margem também a confusões, já que pode causar mais uma irritação passageira ou uma alergia específica do que uma condição constante da cútis.

Em um shopping de São Paulo, por exemplo, a repórter pôde constatar, depois de uma andança completamente observacional e nada científica, que muita gente acredita que tem pele sensível. No entanto, depois de alguns minutos de conversa, percebe-se que, de fato, existe mais uma frustração das pessoas por não poderem aplicar todos os produtos que encontram pela frente sem uma irritação -o que seria pouco provável até para aquelas com peles das mais resistentes.

"É uma coisa meio vaga dizer 'eu tenho pele sensível'. Quando o paciente diz isso pode ser alergia a qualquer produto, irritação a um ácido, por exemplo, ou uma pele que está sempre seca e irritada, e são três coisas diferentes", diz a dermatologista Gabriela Casabona, do Hospital Samaritano de São Paulo.

Mas, com a ajuda do dermatologista, é possível saber se a sensibilidade é uma característica permanente da pele. E, caso a resposta seja positiva, felizmente dá para conviver bem com cosméticos -desde que se tomem alguns cuidados e se escolham produtos adequados.

Veja a seguir como identificar a pele sensível, o que fazer e o que evitar para não causar estragos nesse tipo de pele.

É frágil mesmo?
É comum achar que a pele é sensível depois de um episódio isolado de irritação ou de uma reação alérgica. No entanto, para ser diagnosticada como tal, a pele precisa apresentar algumas características específicas, que aparecem com certa freqüência. Se alguma das seguintes afirmações for verdadeira para você, procure um dermatologista para o diagnóstico final.

- Com mudanças bruscas de tempo ou ao ficar em ambientes com ar-condicionado forte, sua pele repuxa, pinica, arde ou "queima", coça, fica vermelha.

- Após usar sabonete comum ou água quente, a pele fica vermelha.

- Já sofreu reação adversa a cosméticos.

A escolha do hidratante
Apesar de a hidratação ser uma das principais obrigações de quem tem pele sensível, é preciso ter em mente que nem todos os produtos podem ser usados. Isso porque alguns cremes fazem com que as camadas superficiais da pele retenham muita água e, por isso, fiquem mais permeáveis aos agentes externos. Outros podem causar ardência.

Linhas de produtos antiidade e antiacne também não devem ser aplicadas a esmo, uma vez que geralmente contêm ácidos, que, por si só, já podem sensibilizar a pele e, no caso da sensível, podem causar irritação, dor e vermelhidão. Se for necessário, um dermatologista poderá indicar o melhor tratamento contra espinhas ou contra marcas de expressão.

Evite
- uréia
- alfahidroxiácidos
- ácido láctico
- óleos que deixam uma película sobre a pele, como os minerais
- lactato de amônia

Use
- ceramidas
- óleos essenciais de extratos vegetais
- NMS ( sigla para "natural moisturizer factor"), um tipo de hidratante fisiológico
- Aloe vera

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica