Conhecendo o surgimento dos carimbos São José dos Pinhais, Paraná

Conheça no artigo abaixo quando e como surgiram os carimbos. Hoje em dia existem vários tipos de carimbos, sendo eles Carimbos Automáticos, Numeradores, Datadores, Carimbos de Madeira....e vários mais. Os primeiros relatos de carimbos que se tem história remontam de mais de 3.000 anos A.C..

Telemensagem
(43) 734-3526
av Oliveira Motta, 412, Santo Antônio da Platina
Santo Antonio da Platina, Paraná
 
Disk Mensagens
(44) 423-8400
r Joaquim Rodrigues de Oliveira, 391, Jardim Videira, Paranavaí
Paranavai, Paraná
 
Disque Mensagem
(44) 422-1963
r Manoel Ribas, 2680, Centro, Paranavaí
Paranavai, Paraná
 
Rogerio de Souza Melo
(45) 524-1829
r Bariri, 118
Foz do Iguaçu, Paraná
 
Anjos da Mensagem
(44) 263-6264
r Pioneiro José Coelho, 194, Copacabana Residencial
Maringá, Paraná
 
Master Mind Telemensagem Ltda
(44) 423-8400
r Joaquim Rodrigues de Oliveira, 391, Jardim Videira, Paranavaí
Paranavai, Paraná
 

Conhecendo o surgimento dos carimbos

Para quem não conhece, os carimbos são utilizados desde a antiguidade. Os primeiros relatos de carimbos que se tem história remontam de mais de 3.000 anos A.C. na Mesopotâmia, onde utilizavam gravuras escavadas em rolos de pedra.

Este é o mais antigo artigo para escritório, e que até hoje permanece. Alguns carimbos resistem ao tempo e a modernidade estética por mais de 100 anos sem modificações, como é o caso dos carimbos de madeira e borracha, subproduto surgido a partir da invenção do processo de vulcanização em 1844 por Charles Goodyear. Atualmente os carimbos de madeira tem sido parcialmente substituídos pelos carimbos de plástico auto-entintados que possuem almofada embutida.

No Brasil a transformação mais profunda no setor iniciou-se em meados de 1994 com a chegada das primeiras máquinas de confecção de carimbos por fotoexposição e a chegada dos primeiros carimbos auto-entintados.

Este novo processo feito com a ajuda de computador, veio substituir o processo até então utilizado pelas carimbarias que fabricavam seus carimbos através de composição tipográfica. Neste processo, era criado o molde dos tipos em gesso ou baquelite para só então ser vulcanizado. Um processo especializado, trabalhoso e demorado.
Atualmente, mais de 90% das carimbarias do Brasil utilizam para fabricar seus carimbos, o processo através de fotopolimero.

Este processo utiliza um material líquido que endurece com a exposição de luz UV, que passam por negativo com a arte dos carimbos, endurecendo as letras e desenhos.

Além do processo em fotopolimero, o mercado dispõem também do sistema Flash para fabricação de carimbos pré-entintados (que recebe tinta diretamente na borracha, dispensando o uso de almofada) sem relevo, bem como o processo de fabricação utilizando laser CO2, porém pouco usado devido o alto custo do equipamento.

Sobre o setor, existem poucas estatísticas ou números precisos, estima-se que no Brasil existam aproximadamente 10.000 carimbarias. Em Belo Horizonte, existem aproximadamente 50 fábricas. Neste número, encontramos uma parcela expressiva de empresas com mais de uma atividade agregada, como chaveiros, papelarias, copiadoras e gráficas.

Para quem quer iniciar neste ramo, uma dica: - Inicie revendendo os carimbos de algum fabricante local para conhecer o potencial e evitando investimentos em equipamentos. Muitas empresas como papelarias, preferem terceirizar este tipo de serviço pois não perdem o foco de seu negócio principal.

Tel.: (31) 3272-2101

www.alocarimbos.com.br

Alô Carimbos

http://www.alocarimbos.com.br

Clique aqui para ler este artigo na Artigonal.Com