Conhecendo o carro da Volkswagen automatizado Brasília, DF

Para esse lançamento, o modelo escolhido foi o Polo (hatch e sedan) equipado com motor 1.6L e transmissão ASG com acionamento eletroidráulico. Conforto similar ao da transmissão automática, com conversor de torque, por preço bem menor. O desempenho é o mesmo de uma transmissão mecânica convencional.

DISBRAVE - Distribuição Brasília de Veículos S/A
(61) 3329-9875
qd SEPN 503, s/n, Sn Cj A, Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Cometa Veículos
(61) 3964-3232
Sepn 510 Bl E Lj 450, Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Brazilian Car Veículos Ltda
(61) 3363-8485
sclrn 711 Bl D, lj 33, Brasília
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Esave Veículos
(61) 2195-2111
st Aeroporto Internacional Brasília, s/n, Brasília
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Dakar Automóveis Ltda
(61) 3424-5500
r SCRN 502 Bl A, s/n lj 74, Brasília
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Concessionária Renault
(61) 3345-8070
Crs 516 Bl B Lj 5, Asa Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Edmar Veículos
(61) 3274-1266
Sclrn 713 Bl G Lj 21, Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Capital Veiculos Ltda
(61) 3225-8450
crs 502 Bl A, s/n lj 42, Asa Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Bali Automóveis
(61) 3362-6200
Sia Tr 3, s/n Lotes 725/895
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Disbrave Veículos
(61) 3329-9999
Sepn 503 Cj A, Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conhecendo o carro da Volkswagen automatizado

Fornecido por:

Depois da Fiat com o seu Dualogic e da Chevrolet com o seu Easytronic, chegou a vez da Volkswagen apresentar o seu câmbio automatizado. E, para esse lançamento, o modelo escolhido foi o Polo (hatch e sedan) equipado com motor 1.6L e transmissão ASG com acionamento eletroidráulico (que tem como base a tradicional transmissão MQ 200, fabricada em Córdoba, Argentina).

 

A nova transmissão ASG traz as seguintes vantagens:

 

- Conforto similar ao da transmissão automática, com conversor de torque, por preço bem menor;

- desempenho é o mesmo de uma transmissão mecânica convencional;

- auton omia total do motorista na escolha da marcha a ser utilizada, caso opte pelo modo manual;

- possibilidade de atuação em modo automático esportivo, visando maior agilidade e rapidez nas acelerações; e

- d urabilidade, plano de manutenção de componentes de desgaste e disponibilidade de peças similares aos de uma   transmissão manual.

 

TECNOLOGIA

 

O ponto de partida da transmissão ASG (iniciais de Automated Sequential Gearbox) é a caixa de câmbio tradicional, com cinco marchas, que tem o comando manual substituído por um conjunto de atuadores eletroidráulicos, comandados por uma central eletrônica.

 

O sistema permite que o motorista faça trocas de marcha sequencialmente, sem necessidade de acionar a embreagem, através da alavanca localizada no console ou utilizando acionadores tipo borboleta (shift paddles) posicionados junto ao volante. A ASG também pode ser usada de modo totalmente automático, com a seleção das marchas definida por uma central eletrônica de acordo com a necessidade, a cada momento.

 

Uma primeira vantagem da caixa automatizada é contar com cinco marchas, diferentemente da maioria dos câmbios automáticos tradicionais disponíveis no Brasil, que dispõem apenas de quatro. Este é um dos fatores que contribuem para um melhor aproveitamento do motor, ajudando a economizar combustível, reduzindo emissões e dando agilidade ao carro.

 

O acionamento automático da embreagem, mesmo quando o motorista opta por selecionar as marchas pessoalmente, proporciona também uma redução nos custos de manutenção deste componente. Como a movimentação do disco é feita sempre em condições ideais, o desgaste resultante do uso diário é menor do que o ocorrido com a transmissão manual tradicional.

 

O Polo I-Motion vem equipado de série com sistema de partida assistida. Basta um simples toque na chave e a ECU de forma automática controla a partida do motor.

 

FUNCIONAMENTO

 

O principal comando da transmissão ASG é a alavanca posicionada no console central do Polo I-Motion. Ela permite ao motorista realizar trocas de marcha, selecionar a marcha-à-ré e alternar entre os modos de comando manual e automático. Junto à alavanca há indicações para o posicionamento: N, para o ponto morto; D, para Drive; M, de Manual; R, de Ré; e os sinais + e -, indicando o sentido do aumento ou redução das marchas. Ao lado da alavanca, uma tecla com a identificação "S" permite alterar a programação do sistema para uma condução mais esportiva.

 

Além da alavanca, o Polo I-Motion dispõe, como equipamento opcional, de um volante equipado com "paddles", acionadores posicionados em sua parte posterior, que permitem efetuar as trocas de marchas com um rápido movimento dos dedos, sem necessidade de tirar as mãos da direção. As alavancas são duas, a do lado direito fazendo mudanças para cima e a da esquerda é usada nas reduções.

 

Mesmo utilizando o câmbio no modo manual, o motorista não precisa se preocupar em reduzir as marchas quando parar o carro, como nos semáforos. Nessas situações, o sistema faz as reduções gradualmente e, quando o carro estiver imobilizado pelo pedal de freio, a embreagem assume a posição aberta e a primeira marcha é engatada, deixando o veículo pronto para a próxima saída.

 

Por medida de segurança, para dar a partida no carro é preciso estar com o pé no freio e a alavanca posicionada em N. Para colocar o carro em movimento, basta deslocar o comando para a posição central, entre os sinais + e -, engatando automaticamente a primeira marcha.

 

A partir daí, basta o motorista pisar no acelerador para arrancar e ganhar velocidade. Em modo automático, não há mais necessidade de usar a alavanca e o momento das trocas de marcha será definido p ela central de comando de acordo com a velocidade e o posicionamento do acelerador, que indica a intenção do condutor de andar de forma mais ou menos veloz.

 

Para alternar entre o modo automático e o manual, o motorista precisa apenas deslocar a alavanca para a esquerda, tanto com o carro parado (desde que o motor esteja ligado) ou em movimento. As trocas manuais exigem apenas um pequeno deslocamento da alavanca para a frente (+) ou para trás (-), ou toques nos "paddles" do volante da direita ou da esquerda.

 

Da mesma forma que os câmbios automáticos tradicionais, a transmissão automatizada ASG conta com a função "kick down", um recurso para aumentar rapidamente a aceleração com a redução das marchas. Em caso de necessidade, como ao realizar uma ultrapassagem, basta que o motorista pise fundo no pedal do acelerador para que o sistema reduza a marcha automaticamente, fazendo o motor girar mais alto, fornecendo dose maior de força .

 

A programação esportiva, acionada através da tecla "S", colocada junto à alavanca no console, faz com que, em modo automático, as marchas sejam "esticadas" e as trocas aconteçam em regime maior de rotação do motor. Tanto no automático como no manual, as mudanças também acontecem com maior velocidade, agilizando as reações do Polo I-Motion.

 

Uma medida de segurança importante: o sistema não permite o acionamento da marcha-a-ré quando o carro estiver se deslocando para a frente. Isso evita possíveis problemas mecânicos caso alguém, inadvertidamente, bata na alavanca com o veículo em movimento. De forma semelhante, o sistema não aceita reduções de march a que possam levar o motor a uma rotação demasiado alta.

 

Outra precaução é não permitir o fechamento da embreagem sem que o motor seja acionado, mesmo com uma marcha engatada, evitando a movimentação involuntária do carro, que pode provocar acidentes, e o desgaste causado pelo escorregamento da fricção com o carro parado. Na hora de desligar o motor, é recomendado que uma marcha permaneça engatada e seja acionado o freio de mão. Caso o motorista não siga esse procedimento, será alertado por um alarme sonoro.

 

Toda a movimentação do câmbio ASG é registrada no painel de instrumentos, onde aparece o posicionamento da alavanca (N, R ou D) e a marcha utilizada no momento. Caso o sistema esteja sendo usado no modo manual, a letra M é iluminada no console e, no painel, aparece apenas a indicação da marcha.

 

O Polo I-Motion pode ser conduzido com o controlador automático de velocidade opcional "cruise control" tanto no modo automático como no manual. Nas estradas, o controlador auxilia bastante na redução do consumo, além de evitar que, inadvertidamente, o motorista exceda a velocidade permitida. No modo automático, não há necessidade de se preocupar em reduzir as marchas nas subidas.

 

VERSÕES E PREÇOS

 

O Polo I-Motion é oferecido nas seguintes versões, todas com motor 1.6 litro:

- Polo Hatch 1.6 I-Motion: R$ 42.580,00

- Polo Hatch 1.6 Sportline I-Motion: R$ 50.465,00

- Polo Sedan 1.6 I-Motion: R$ 44.810,00

- Polo Sedan Comfortline 1.6 I-Motion: R$ 53.815,00

 

 

 

 

 

.

Clique aqui para ler este artigo na Autopista.com