Conhecendo as causas da perda auditiva Manaus, Amazonas

Conheça as causas da perda auditiva. Os jovens são alvos dessa perda devido a música alta. Em um estudo realizado na Inglaterra, aproximadamente 60% das pessoas que vão para locais barulhentos têm sintomas de danos da audição.

João BL Botelho
(92) 234-5609
bc Ribeiro, 520, sl 705, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
Wellington Sampaio
(92) 236-1672
r Acre, 31, bl 31 b ap 3, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
João LP Machado
(92) 232-4559
bc Ribeiro, 620, sl 203, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 
Paulo MG Lobo
(92) 633-1764
r Ramos, 89, São José Operário
Manaus, Amazonas
 
Silval B Rodrigues
(92) 533-3413
pc Quatorze de Maio, 1643, bv, Centro
Parintins, Amazonas
 
Antônio Lg Matos
(92) 236-7505
av C Nery, 2240
Manaus, Amazonas
 
Roberto O Mello
(92) 232-3915
r C Azevedo, 9, sl 206
Manaus, Amazonas
 
Luciana SM Vieira
(92) 233-1878
r Ferreira, 1297
Manaus, Amazonas
 
Amazon Odonto Assist Odontológica Ltda
(92) 521-3061
r Bocaiuva SN
Itacoatiara, Amazonas
 

Conhecendo as causas da perda auditiva



A música alta afeta a audição principalmente dos jovens quando frequentam casas de shows ou clubes noturnos. Ultimamente, 10% da população mundial é afetada pela perda da audição. Em um estudo realizado na Inglaterra, aproximadamente 60% das pessoas que vão para locais barulhentos têm sintomas de danos da audição.

Porém, se engana quem pensa que somente frequentando bares noturnos têm contato direto com a música alta. Às vezes, as pessoas estão numa academia, por exemplo, e não se dão conta que o volume do som ultrapassa o recomendado para a saúde auditiva, ou seja, o normal para os nossos ouvidos é de até 85 decibéis e o que acontece é que em academias este valor pode chegar a 110 decibéis, provocando lesão na audição.

Aproximadamente 15 milhões de pessoas têm deficiência auditiva no Brasil e 350 mil não conseguem ouvir nada. De acordo com médicos e fonoaudiólogos, as pessoas que gostam de curtir música alta tanto em casa, em boates ou mesmo nas academias devem tomar muito cuidado, principalmente alertando para não ficar mais que 30 minutos no local com mais de 11 decibéis.

Outros vilões da perda da audição são os iPods e MP3, que estão cada vez mais atingindo a audição dos jovens. O ideal seria fazer uma campanha de prevenção com a garotada, alertando sobre o perigo da música alta, exposição do tempo do uso do fone de ouvido e a potência adequada para se ouvir música.
Fonte: Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Portal Fonoaudiologia