Conheça a relação entre vegetarianismo e câncer Macapá, Amapá

O presente artigo mostra a relação entre vegetarianismo e as probabilidades para o câncer. Os efeitos da dieta no risco de câncer podem ocorrer pelos altos níveis de vitaminas antioxidantes. Conheça os efeitos protetores do consumo de peixe.

José Carlos Esteves Gondim
(96) 3217-2200
Av. Raimundo Alvares da Costa 0000 - Posto da UNIMED
Macapa, Amapá
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
S C da Silva Lab Diagnose
(96) 223-4554
Av Raimundo a da Costa 336
Macapa, Amapá
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
R. S. Amorim - Me
(96) 3217-0333
av Mendonça Júnior, 543, Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Paranhos & Vancan Fisioterapia e Odontologia Ltda
(96) 3223-8754
av Coriolano Juca, 265, Als, Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Instituto de Oncologia e Mastologia S/c Ltda
(96) 3261-1560
tr Joaquim Gouveia, 160, Alvorada
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Paulo Roberto Balbino
(96) 3223-0737
Avenida 13 - de Setembro 543
Macapa, Amapá
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Joana Silva Carvalho/Hemodiagnostico
700-0705
Av. Coaracyunes 890
Macapa, Amapá
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Sigma
(96) 3223-4188
av Ernestino Borges, 795
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Sociedade Beneficiente Mae Luzia S/c Ltda
(96) 3224-3293
r Rondon,Gal, 577, Laguinho
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Corpus Diagnostico Medicos
(96) 3223-1177
av Procópio Rola, 104 Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Conheça a relação entre vegetarianismo e câncer



Os efeitos da dieta no risco de câncer podem ocorrer pelos altos níveis de vitaminas antioxidantes

Um estudo publicado em junho no British Journal of Câncer indica que os vegetarianos têm menos chances de desenvolverem câncer. Segundo os especialistas da Cancer Research UK, no Reino Unido, a opção pelos vegetais, abandonando o consumo de carnes vermelhas, diminui em 12% os riscos de desenvolver câncer de qualquer tipo, podendo reduzir em até 45% as chances de alguns tipos específicos da doença.

Foram analisadas 61 mil pessoas – 32,4 mil comedores de carne; 8,5 mil que não comiam carne, mas ingeriam peixes; e 20,6 mil vegetarianos – monitoradas por até 12 anos, que registrou 3.350 casos de câncer. Entre esses, 2.204 casos ocorreram entre aquelas que comiam carnes vermelhas, 317 naqueles que consumiam peixe no lugar da carne, e 829 foram registrados nos completamente vegetarianos.

Os efeitos protetores do vegetarianismo e do consumo de peixe no lugar da carne vermelha eram maiores para cânceres do sangue, como leucemia, mieloma e linfoma, assim afirmaram os autores do estudo.

Além disso, eles acreditam que estes efeitos da dieta no risco de câncer podem ocorrer em razão dos altos níveis de vitaminas antioxidantes encontradas em frutas, verduras, legumes, grãos e sementes, que podem ter propriedades anticancerígenas. Os vegetarianos evitariam ainda a exposição a conservantes, como nitritos, comumente utilizados em produtos de origem animal, e associados ao risco de câncer.

Apesar destes resultados, é importante ressaltar que alguns estudos mostram que os completamente vegetarianos podem ter ossos mais fracos do que aqueles que comem produtos de origem animal, aumentando suas chances de osteoporose e fraturas mais tarde. Sendo assim, mais estudos são necessários para indicar riscos e benefícios nessa dieta.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Nutrição Virtual