Cirurgia plástica corrige orelhas de abano Marabá, Pará

Por mais que você tente esconder as orelhas com o cabelo por cima, tem uma hora que você irá prender os fios, não tem jeito. Outra questão que incomoda muito as mulheres são os lóbulos rasgados, que por algum motivo específico se rompem, impedindo o uso de brincos. Leia mais no artigo abaixo.

Victor Aita
249-0292
Jose Bonifacio 984 - a
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Eduardo Ruy Chaves
(91) 3222-0860
Tv Quatorze de Marco 1206
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Belplástica
(91) 3249-0652
r Pariquis, 3001 sl302, Cremação
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Alexandre Calandrini
(91) 3252-3933
tv D Romualdo Seixas, 606, Umarizal
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Álvaro Gomes
(91) 3223-6735
Rua Municipalidade, 1655
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Valter Santos
(91) 3229-0532
Rua dos Pariquis 3001 - Sala 1105
Belem, Pará
Especialidade
Cirurgia Plástica

Dados Divulgados por
Clínica Aymoré
(91) 3242-0886
Rua João Balbi, 273
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Perfecta
(91) 3276-9080
av Papa João Paulo II, 1358, Marco
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Cirúrgica Integrada Geral
(91) 3252-4964
r Bernal Couto, 671, Umarizal
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Clínica Octávio Wanzeller
(91) 3249-5777
av Cons Furtado, 2391 sl 1406
Belém, Pará

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Cirurgia plástica corrige orelhas de abano

Por mais que você tente esconder as orelhas com o cabelo por cima, tem uma hora que você irá prender os fios, não tem jeito. Ou você assume o formato dela ou parte para uma cirurgia, que mesmo parecendo simples requer alguns cuidados fundamentais.

Outra questão que incomoda muito as mulheres são os lóbulos rasgados, que por algum motivo específico se rompem, impedindo o uso de brincos.

Para saber tudo sobre o assunto antes de procurar um médico, adiantamos algumas questões com o cirurgião plástico Alan Landecker. Conheça as técnicas aplicadas para cada problema.

Quais são as técnicas existentes para corrigir as “orelhas de abano”?
A cirurgia que corrige as “orelhas de abano” é a otoplastia. A técnica retira o excesso de cartilagem, reposiciona no local correto criando as curvas que a cartilagem deve ter.

Qual é o tipo de anestesia mais adequada?
Depende do caso, varia desde anestesia local, sedação ou geral.

Onde fica localizada a cicatriz e quantos centímetros tem em média?
A cicatriz fica localizada no sulco atrás da orelha e tem, em média, cinco centímetros. 

Existe alguma técnica de colagem para melhorar o posicionamento das orelhas?
Não, porém é possível modelar as orelhas com o uso de uma faixa durante as 72 horas após o nascimento.

Qual a técnica de operação no caso de um acidente com brinco que rasga o lóbulo da orelha?
Rachamos as bordas da orelha e, em seguida, costuramos com um fio delicado. O furo pode até ser feito novamente nos lóbulos da orelha em lugar diferente e isso pode acontecer no ato da operação.

Existe algum procedimento para colar o lóbulo?
Sim, isso pode ser feito através da retirada da pele atrás do lóbulo e/ou reposicionamento das cartilagens no local.

Algumas pessoas colocam piercing na orelha que, depois, inflama. Existem relatos de casos de necessidade de cirurgia plástica posterior?
Sim, por isso a recomendação é o uso de brincos de boa qualidade, preferencialmente de ouro (material inerte). 

Qual é a idade indicada para a intervenção?
Pode ser realizada em qualquer idade. Em crianças, é recomendada a execução da cirurgia por volta dos 4 a 6 anos, ou antes do início da escola, quando cerca de 90% do crescimento final da orelha está completo. Essa estratégia evita que a criança fique exposta a eventuais traumas psicológicos resultantes de apelidos e gozações por parte dos colegas.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica