Carros pretos podem desaparecer da Terra Aracaju, Sergipe

As pinturas escuras nas latarias dos carros podem ser proibidas em 2016, na Califórnia, por uma legislação. O motivo? Reduzir emissões de dióxido de de carbono e economizar combustível. Veja mais no artigo abaixo.

Athenas Veículos e Produções
(79) 3214-8965
av Pedro Calazans, 209, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Brasil Automóveis Ltda
(79) 3215-4083
av Coelho Campos, 888, Industrial
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
C.h.t. Veículos Ltda-me
(79) 3211-6743
r Amaro,Sto, 64, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Genner Automóvel
(79) 3214-0006
av Pedro Calazans, 107 B, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
José Gilvan dos Santos Veículos Me
(79) 3042-6484
av Coelho e Campos, 741, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Joel & Leônidas Veículos Ltda
(79) 3214-8723
av Coelho e Campos, 831, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Jbm Veículos Ltda
(79) 3222-9583
r Basílio Rocha, 50, Getúlio Vargas
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Etinho Comércio de Veículos e Serviços de Guindastes Ltda
(79) 3215-1959
r Siriri, 5, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Athenas Veículos e Produções Ltda
(79) 3214-8965
av Pedro Calazans, 209, Centro
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Aracaju Veículos
(79) 3224-1916
av Coelho Campos, 783, Industrial
Aracaju, Sergipe

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Carros pretos podem desaparecer da Terra

pintura, carro, preta,California Air Resouces Board

As pinturas escuras nas latarias dos carros podem ser proibidas em 2016, na Califórnia, por uma legislação. O motivo? Reduzir emissões de dióxido de carbono e economizar combustível.

De acordo com a California Air Resouces Board (CARB), responsável pelo projeto, a cor preta retém muito mais calor no interior do carro, fazendo com que motoristas gastem mais energia e combustível com refrigeração e ar condicionado.

A solução seria utilizar tintas em que a pintura e os vidros reflitam mais calor, deixando bancos e ambientes mais frescos e menos dependentes do refresco artificial.

Para isso, um projeto de implementação de uma nova tinta que aumenta 20% da reflexão dos raios solares está previsto para 2016 – com o período de testes iniciado em 2012. O problema é puramente estético. O preto, no conceito, seria uma espécie de “marrom poça de lama”, o que desagrada montadoras e consumidores.

A indústria automotiva estima que o custo adicional para montagem seja de US$ 100 para cada carro, sem contar as mudanças necessárias do sistema de pintura, que pode ser significativo.

O maior desafio para os fornecedores de tinta é criar pigmentos que reflitam calor em cores pretas e escuras sem que os mesmos contenham metais pesados tóxicos, pois isso seria apenas trocar o dano ambiental de lugar.

Muitos analistas americanos consideram que se a lei for aprovada na Califórnia, pode chegar a muitos outros estados do país.

Clique aqui para ler este artigo na Techlider