Benefícios da gluteoplastia Macapá, Amapá

No Brasil, onde o derrière é tido como preferência nacional em matéria de sensualidade. Para aqueles que se frustram em não serem “bem servidos” no quesito e não conseguem iniciar ou manter um ritmo rigoroso de ginástica pode optar por gluteoplastia. Saiba mais abaixo.

Angelo C Zandavalli
(47) 371-8842
r Guilherme Weege, 240, Centro
Jaraguá do Sul, Santa Catarina
 
Mario CP Silva
(53) 261-1745
r Osorio, 513, Jaguarão
Jaguarao, Rio Grande do Sul
 
Vallejos Cesar Av
(553) 744-3618
r Tte Lira SN S, 503, c
Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul
 
Obed Souza
(67) 324-8484
r 26 de Agosto, 384, sl 43
Campo Grande, Mato Grosso do Sul
 
Renato CL Albuquerque
(44) 636-1376
pc Nelo Mazini, 82, Pérola
Perola, Paraná
 
Ivo Dolberth Jr
(41) 329-6767
r João Bettega, 107, cj 111, Portão
Curitiba, Paraná
 
Consultório DR Victor José Ratuschenei
(44) 528-4204
r Curitiba, 165
Assis Chateaubriand, Paraná
 
Clínica Benchimol
(212) 548-5349
av Copacabana,N S, 680, an 5 sl 504 , Copacabana
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Euripedes Oliveira Marinho
(343) 332-0178
av Leopoldino de Oliveira, 4310, Conjunto Frei Eugenio
Uberaba, Minas Gerais
 
Consultório Odontológico Clovis Campos
(44) 422-1783
r Amapá, 1540, Centro, Paranavaí
Paranavai, Paraná
 

Benefícios da gluteoplastia

Com a vitória da modelo brasileira Melanie Nunes Fronckowiak no concurso “Show Me Your Sloggi”, promoção da famosa marca francesa de lingerie Sloggi que escolheu os bumbuns feminino e masculino mais bonitos do mundo, as formas do corpo voltam a ser assunto do momento. No Brasil, onde o derrière é tido como preferência nacional em matéria de sensualidade, a mistura de raças favorece o volume dos contornos em pessoas das mais diversas origens étnicas. A própria vencedora, de vinte anos, carrega no DNA ascendência luso-brasileira e polonesa, somada sabe-se lá com quantas contribuições genéticas diferentes.

Para aqueles que se frustram em não serem “bem servidos” no quesito e não conseguem iniciar ou manter um ritmo rigoroso de ginástica – ou mesmo sentir seus efeitos – e seguir uma dieta que elimina por completo frituras e doces, como Melanie jura que faz (chocolate só cheira, para matar a vontade), existe recurso cirúrgico: a gluteoplastia. “A colocação de próteses de glúteo, quando bem indicada, proporciona resultados tão bons quanto as de mama, pois valoriza o contorno corporal, com a vantagem de não acarretar problemas de contratura capsular (endurecimento da região em torno da bolsa de silicone)”, assegura o médico Zulmar Antonio Accioli de Vasconcellos, professor de cirurgia plástica e técnica operatória da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Segundo ele, que também integra a diretoria da regional catarinense da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), “num país onde essa região do corpo é tão valorizada, é surpreendente que não seja uma das cirurgias mais realizadas”. Mas, é na chegada da temporada de verão que a idéia passa a povoar a mente com mais freqüência. Quem não tem quer colocar e quem tem, certamente, já pensou em aumentar ou dar formas bem desenhadas para exibi-las com os leves e mínimos trajes da estação. Outro fator determinante para a decisão é o avanço da idade, que provoca queda da pele e da musculatura.

Recuperação rápida

O cirurgião plástico explica que é um procedimento simples e de boa recuperação, com cicatriz imperceptível, pois as incisões são pequenas e feitas na região interglútea – o sulco que separa as nádegas. “A prótese é implantada no meio do músculo glúteo maior, acima do ísquio (proeminência óssea na qual nos apoiamos quando sentamos) e raramente é sentida ao toque”. O material utilizado é o mesmo que se usa nas mamas e existe no formato redondo e oval, sendo que o segundo proporciona resultado mais natural.

A anestesia preferida para esta cirurgia é a de bloqueio espinhal, associada à sedação. “Não é uma cirurgia longa, leva em média duas horas, e o paciente recebe alta no mesmo dia da operação. O grau de dor é maior que o da colocação da prótese em mama, mas é menor que o da lipoaspiração”, tranqüiliza doutor Zulmar, que garante um tempo de recuperação relativamente curto. Já é possível sentar-se no primeiro dia e caminhar após o segundo. As atividades normais já estão liberadas, inclusive a praia, depois de vinte ou trinta dias. Nos dez primeiros dias, é aconselhável dormir de bruços e, em casos de dores, que geralmente são moderadas, usam-se analgésicos comuns.

Esta, conforme a orientação do professor, é a técnica mais comum e segura de preenchimento de glúteo. Já o polimetilmetacrilato (PMMA), substância derivada do petróleo, utilizada em casos específicos e em quantidades mínimas na cirurgia plástica, neste caso, é categoricamente condenado pela SBCP, por causa do risco que oferece à saúde do paciente. “O uso de grandes volumes do produto não é aceito pela maioria da comunidade científica”, adverte ele, lembrando que não há solução em casos de erro de aplicação ou rejeição a não ser a remoção cirúrgica, pois é uma substância não absorvível pelo organismo e que, ao contrário, pode deformar o corpo.

Ainda que o objetivo do paciente não seja subir às passarelas ou concorrer a prêmios de beleza, mas somente se sentir bem consigo mesmo e até conquistar a admiração de seu público-alvo, a gluteoplastia se oferece como uma boa alternativa para quem quer ter como maior troféu apenas a satisfação pessoal.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica