Assinado contrato da linha de crédito especial FAT Manaus, Amazonas

Assinado nesta semana o primeiro contrato da linha de crédito especial FAT - Giro Cooperativo Agropecuário (BB Coopgiro FAT). A nova linha financiará capital de giro às cooperativas agropecuárias, de forma a fomentar o beneficiamento, industrialização e comercialização de produtos agropecuários. Veja mais no artigo abaixo.

Jabes Sousa Oliveira
(92) 645-3997
r Nova Luzitânia, 1, qd 13, Crespo
Manaus, Amazonas
 
Esthetic Center do Amazonas Sc Ltda
(92) 233-4555
r Terezina, 530, Adrianopolis
Manaus, Amazonas
 
Cgm Clube
(92) 233-7171
r Monsenhor Coutinho, 906, Centro
Manaus, Amazonas
 
Pontual Serv e Empreend Ltda
(92) 633-8086
av C Nery, 624
Manaus, Amazonas
 
Academia Cheik Club
(92) 232-5072
r Getulio Vargas, 773, Praça 14 De Janeiro
Manaus, Amazonas
 
Juarez P Sampaio
(92) 232-2712
r Visc P Alegre, 1823
Manaus, Amazonas
 
Academia Abgym
(92) 238-7437
r Doutor Abilio Alencar, 18, qd 6, Planalto
Manaus, Amazonas
 
Cooperam Coop dos Produtores Rurais
(92) 232-0111
bc Batista, 178, sl 3, Educandos
Manaus, Amazonas
 
Senacoop Sec NAC Cooperativismo
(92) 233-6184
tv Maceió, 460, Adrianopolis
Manaus, Amazonas
 
Academia La Fuerza
(92) 233-7474
r Para, 165, an 2, Parque 10 De Novembro
Manaus, Amazonas
 

Assinado contrato da linha de crédito especial FAT

Foi assinado o primeiro contrato da linha de crédito especial FAT - Giro Cooperativo Agropecuário (BB Coopgiro FAT). A nova linha financiará capital de giro às cooperativas agropecuárias, de forma a fomentar o beneficiamento, industrialização e comercialização de produtos agropecuários. Os recursos são do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

Serão beneficiárias as cooperativas que tenham em seus quadros sociais no mínimo 60% de mini e pequenos produtores. Segundo Paulo Roberto da Silva, diretor do Departamento de Cooperativismo e Associativo Rural (Denacoop) do Ministério da Agricultura, a nova linha de crédito foi lançada para cobrir uma lacuna que existia para apoiar a operacionalização das cooperativas agropecuárias. O protocolo de intenção assinado beneficiou a cooperativa de leite Coonai, de Ribeirão Preto.

O setor já conta com linhas de financiamento para custeio, investimento e refinanciamento de dívidas em função de perdas provocadas por fenômenos climáticos. Silva destacou que o Coopgiro é resultado de um esforço conjunto entre vários ministérios, principalmente Agricultura, Fazenda e Trabalho, em conjunto com entidades representativas do cooperativismo.

O gerente de Divisão da Diretoria de Agronegócio do BB, Adejalmo Mella, explicou que a linha de capitalização de giro para as cooperativas agropecuárias poderá financiar as atividades ao um custo até 50% mais barato. Os juros das demais linhas são de 32% ao ano, enquanto no Coopgiro o custo é a partir de TJLP mais 6,8% (mais ou menos 14% ao ano). "Trata-se de uma linha complementar ao crédito rural, só que mais barata que as do crédito comercial", complementou.

Segundo o assessor, para esse ano o governo vai disponibilizar R$ 150 milhões para a nova linha de crédito, mas se houver mais recursos do Codefat é possível ampliar a oferta. Os limites de financiamento são de R$ 10 milhões por cooperativa singular e R$ 20 milhões para cooperativas centrais. O prazo de pagamento é de 24 meses, com reposição trimestral ou semestral, de acordo com o ramo de atividade da cooperativa. "No caso de cooperativa de leite, a reposição é trimestral. E no caso de cooperativa de grão, semestral".

Além do Coopgiro, o BB lançou o Programa de Informatização de Cooperativas, que disponibilizará uma linha de financiamento ao custo de TJLP + 4% para aquisição de computadores. Paralelamente, o associado poderá participar do programa de inclusão digital.

Fonte: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Clique aqui para ler este artigo na Portal Agricultura