Aprenda a ser reconhecido no trabalho Mossoró, Rio Grande do Norte

Nós profissionais sempre reclamamos da dificuldade em se recolocar no mercado de trabalho. Será que realizamos atitudes para diminuir este tempo? Será que somos realmente conhecidos em nossa área de atuação?

Eunice Maria Ramos Oliveira
(373) 271-2003
pc Câmara, 42, an 2 sl 3
Pitangui, Minas Gerais
 
Curso Orvile Carneiro Ltda
(313) 274-7414
r Alpina, 1500, an 2, Lindeia
Belo Horizonte, Minas Gerais
 
Desk Móveis Escolares
(113) 772-6444
r Ulpiano da Costa Manso,Dr, 82, Butantã
São Paulo, São Paulo
 
Valdivino Coutinho
(213) 348-9394
r Marinopolis, Curicica
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
 
Vera Lb Cipriano
(273) 345-3509
av Hugo Viola, 1000, ap 303, Jardim Da Penha
Vitória, Espírito Santo
 
SENAI RJ
(242) 471-1004
av Nilo Peçanha, 85
Vassouras, Rio de Janeiro
 
Tatiana M Oliveira
(273) 222-2902
r Alberto de Oliveira Santos, 42, sl 1317, Centro
Vitória, Espírito Santo
 
Fashions Hair Ltda
(41) 222-9564
r Lourenço Pinto, 241, Centro
Curitiba, Paraná
 
Roque J Brito
(71) 240-0255
r Visconde de Itaborai, 408, Amaralina
Salvador, Bahia
 
Escola Música Lareom
(47) 351-4597
tv Guilherme Krieger, 39, Centro
Brusque, Santa Catarina
 

Aprenda a ser reconhecido no trabalho

Nós profissionais sempre reclamamos da dificuldade em se recolocar no mercado de trabalho, mas será que realizamos atitudes para diminuir este tempo? Será que somos realmente conhecidos em nossa área de atuação? Somos participativos?

Acredito que diante de todas as perguntas acima, a resposta é não. Hoje temos grupo de discussão sobre diversos temas, muita gente se inscreve, porém poucas pessoas atuam de forma participativa. Geralmente a gente pega o e-mail lê e deleta, sem a nossa opinião e irmos a fundo á discussão.

Hoje também temos os famosos Happy hour, porém quando um "membro" do grupo se propõe a realizar o evento, ai faz diversas convocações, muitos confirmam presença e na data prevista vai um numero pequeno de participantes.

A Internet torna nossa vida profissional mais fácil, podemos enviar textos, artigos, trocar mensagens, telefones, etc. Porém o contato pessoal está ficando de lado e isto é muito ruim no aspecto profissional.

Temos que ser participativos, comparecendo a seminários, workshop, grupos de discussão, trocando cartão de visita e também trocando experiência. Através disso seremos pessoas conhecidas em nosso campo de atuação, aumentando o nosso famoso "networking", e podendo usar de forma produtiva para conseguirmos trilhar nosso caminho.

Na vida ninguém consegue sucesso sozinho, precisamos sempre de ajuda e nossa ajuda deve vir de pessoas conhecida no mercado e em seu meio, por isso, a melhor forma de melhorarmos nossa empregabilidade é participando de tudo que acontece no nosso meio.
No Happy hour o profissional não vai gastar quase nada, em festas de confraternização o custo é pequeno e o retorno é garantido. São atitudes e participações que levam e elevam nosso perfil profissional, porque no final de tudo estaremos trocando conhecimento e isto hoje é indispensável.

Precisamos seguir os bons exemplos, vejam a maçonaria, cada membro ajuda a um outro membro; veja os Rotary Club, e assim por diante. Hoje tem empresas que tem em sua Diretoria pessoas que são "espiritas" e esta empresa só se permite contratar pessoas do mesmo "culto". E isto é um fato, um caso real.

Procure ser uma pessoa conhecida em seu meio, e tudo pode mudar.

Pense nisso com carinho.

Boa sorte a todos

Clique aqui para ler este artigo na Portal CMC