Aprenda a ser inovador Manaus, Amazonas

O segredo de tornar-se um inovador é olhar o mundo de forma diferente, sendo criativo! As empresas dependem de estratégias bem definidas para superar a concorrência, e com criatividade e inovação esta meta é facilmente realizada. Aprenda mais no artigo abaixo.

Lacouth
(92) 3681-8523
rua rio itapitanga
Manaus, Amazonas
 
SESI - Serviço Social da Indústria
(92) 624-3000
av Getúlio Vargas, 1116, Pca 14 Janeiro
Manaus, Amazonas
 
Djalon Acreano Boaventura Neto
(92) 234-4332
av C Nery, 816
Manaus, Amazonas
 
Venuto Coml Ltda
(92) 633-6837
bc Comendador Clementino, 541, Centro
Manaus, Amazonas
 
SENAI Serv NAC Aprend Indl
(92) 613-3097
rdv BR Trezentos e Dezenove, 120
Manaus, Amazonas
 
SOS RAZOES
(92) 8106-7001
RUA 27 qdr 173 cidade nova II
MANAUS, Amazonas
 
SENAC Serv Nacional Aprendizagem Coml
(92) 642-3801
r Darcy Vargas, 288, Chapada
Manaus, Amazonas
 
Centro de Treinamento Padre José de Anchieta
(92) 237-5734
av Perimetral D, 1984, Japiim
Manaus, Amazonas
 
Issae
(92) 232-6771
bc Batista, 712, Educandos
Manaus, Amazonas
 
Academia de Ballet Clássico Professor Rezende Ltda
(92) 232-0254
r Dez de Julho, 491, Centro
Manaus, Amazonas
 

Aprenda a ser inovador

Lembra-se do tempo do benchmark? Pessoas e empresas buscavam o certo, o melhor, o ideal a ser reproduzido.

Estamos na Era da Inovação. Não se busca mais o certo, mas sim o diferente. O que é melhor para um não serve para outros. Copiar soluções de outras empresas sem adaptá-las pode gerar inadequações (no caso de processos) ou "comoditização" (no caso de produtos ou serviços).

Entretanto, a maioria das pessoas (e empresas) pretende ter idéias inovadoras olhando para o que já existe. Já dá para perceber que este não é o melhor caminho…

Quando atuo como facilitadora de geração de idéias, proponho alguns olhares aos grupos, que reproduzo agora.

Em primeiro lugar sugiro que o grupo olhe para o cliente, os prospects, o mercado. São os clientes e os clientes potenciais que nos dão as melhores dicas sobre suas necessidades e expectativas.

Só tem um problema: a concorrência também está olhando para os mesmos clientes, os mesmos prospects, o mesmo mercado. Está obtendo, portanto, as mesmas dicas.

Assim, esta análise do mercado, bem como as definições estratégicas da empresa, serve de pano de fundo.

Mas como obter idéias que vão diferenciar produtos e serviços? Olhando para o diferente, ora!

Chamei esse olhar de "turismo criativo", uma forma de adaptar ou deixar-se inspirar por procedimentos de universos diferentes dos próprios.

Costumo fazer o seguinte: proponho à equipe que pense em setores que não sejam aqueles nos quais ela trabalha. Posteriormente, conduzo à geração de soluções para o próprio negócio adaptando as características desses outros segmentos.

Imagine uma butique. Pense em supermercados, que tal prateleiras acessíveis para que as clientes escolham suas roupas? Pense em companhias aéreas, por que não um sistema de milhagem para as compradoras fiéis? Pense em TI, que tal a criação participativa de alguns trajes, uma espécie de Linux da moda?

Esse olhar para o diferente pode ser ainda mais ousado. Empresas referência em inovação como a IDEO, companhia de design, buscam idéias em outros universos, entre eles a natureza. Foi assim que seus profissionais, inspirados numa válvula cardíaca, criaram a garrafa dos ciclistas, aquela que permite que a água seja bebida mesmo com a bicicleta em movimento.

O que provoca idéias novas é justamente a conexão entre o diferente e a situação a ser trabalhada. O resultado são mentes mais abertas e inovações que impactam o mercado e geram valor para a empresa.

30/08/08 | Artigos, Criatividade | Site do Autor