Aprenda a ser inovador Brasília, DF

O segredo de tornar-se um inovador é olhar o mundo de forma diferente, sendo criativo! As empresas dependem de estratégias bem definidas para superar a concorrência, e com criatividade e inovação esta meta é facilmente realizada. Aprenda mais no artigo abaixo.

Agencia Neuronio Publicidade
(61) 3349-1373
cln 116 Bl F, s/n sl 105 Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Agencia Comunica Publicidade
(61) 3964-1500
Scln, s/n Qd 110, Bl A, Sl-102 Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Couto Propaganda e Marketing
(61) 3447-4477
cln 111 Bl C, s/n s 110 sl 109
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Montadon
(61) 3327-7762
scrn 702/703 Bl C, s/n en 12 s 101Asa Norte
Brasília, DF

Dados Divulgados por
DSP
(61) 3963-2929
snc 116 Bl E, s/n sl 111 A Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Agencia de Publicidade Dois Nove Meia
(61) 3307-1793
UNB, s/n bl A s 661/8 Campus Universitário
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Central Midia
(61) 3322-5707
srtvs 70 bl 2/4 sl 324 Asa Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Diart Agencia de Publicidade
(61) 3202-2490
cln 116 Bl D, s/n lj 102 A Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Decisiva Agencia de Publicidade
(61) 3202-0912
r Setor Habitacional Taquari, s/n sl 114 A Sul
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Oitonos Propaganda e Marketing
(61) 9206-0738
r Quadra 08, 155 Condominio Parque Jardim Paineiras
Brasília, DF

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aprenda a ser inovador

Lembra-se do tempo do benchmark? Pessoas e empresas buscavam o certo, o melhor, o ideal a ser reproduzido.

Estamos na Era da Inovação. Não se busca mais o certo, mas sim o diferente. O que é melhor para um não serve para outros. Copiar soluções de outras empresas sem adaptá-las pode gerar inadequações (no caso de processos) ou "comoditização" (no caso de produtos ou serviços).

Entretanto, a maioria das pessoas (e empresas) pretende ter idéias inovadoras olhando para o que já existe. Já dá para perceber que este não é o melhor caminho…

Quando atuo como facilitadora de geração de idéias, proponho alguns olhares aos grupos, que reproduzo agora.

Em primeiro lugar sugiro que o grupo olhe para o cliente, os prospects, o mercado. São os clientes e os clientes potenciais que nos dão as melhores dicas sobre suas necessidades e expectativas.

Só tem um problema: a concorrência também está olhando para os mesmos clientes, os mesmos prospects, o mesmo mercado. Está obtendo, portanto, as mesmas dicas.

Assim, esta análise do mercado, bem como as definições estratégicas da empresa, serve de pano de fundo.

Mas como obter idéias que vão diferenciar produtos e serviços? Olhando para o diferente, ora!

Chamei esse olhar de "turismo criativo", uma forma de adaptar ou deixar-se inspirar por procedimentos de universos diferentes dos próprios.

Costumo fazer o seguinte: proponho à equipe que pense em setores que não sejam aqueles nos quais ela trabalha. Posteriormente, conduzo à geração de soluções para o próprio negócio adaptando as características desses outros segmentos.

Imagine uma butique. Pense em supermercados, que tal prateleiras acessíveis para que as clientes escolham suas roupas? Pense em companhias aéreas, por que não um sistema de milhagem para as compradoras fiéis? Pense em TI, que tal a criação participativa de alguns trajes, uma espécie de Linux da moda?

Esse olhar para o diferente pode ser ainda mais ousado. Empresas referência em inovação como a IDEO, companhia de design, buscam idéias em outros universos, entre eles a natureza. Foi assim que seus profissionais, inspirados numa válvula cardíaca, criaram a garrafa dos ciclistas, aquela que permite que a água seja bebida mesmo com a bicicleta em movimento.

O que provoca idéias novas é justamente a conexão entre o diferente e a situação a ser trabalhada. O resultado são mentes mais abertas e inovações que impactam o mercado e geram valor para a empresa.

30/08/08 | Artigos, Criatividade | Site do Autor