Aplicação de Botox para suor excessivo Macapá, Amapá

A hiperhidrose (produção excessiva e não controlada de suor) é mais comum em adolescentes entre 15 e 25 anos. O uso da toxina butolínica é mais indicado para aplicações em quem tem sudorese excessiva nas axilas. Veja mais no artigo abaixo.

Joana Silva Carvalho/Hemodiagnostico
700-0705
Av. Coaracyunes 890
Macapa, Amapá
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
S C da Silva Lab Diagnose
(96) 223-4554
Av Raimundo a da Costa 336
Macapa, Amapá
Especialidade
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial

Dados Divulgados por
Sigma
(96) 3223-4188
av Ernestino Borges, 795
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
R. S. Amorim - Me
(96) 3217-0333
av Mendonça Júnior, 543, Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
M J Bahia Ltda - Me
(96) 3224-1569
av Coaracy Nunes, 1236, Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Paulo Roberto Balbino
(96) 3223-0737
Avenida 13 - de Setembro 543
Macapa, Amapá
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
José Carlos Esteves Gondim
(96) 3217-2200
Av. Raimundo Alvares da Costa 0000 - Posto da UNIMED
Macapa, Amapá
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Sociedade Beneficiente Mae Luzia S/c Ltda
(96) 3224-3293
r Rondon,Gal, 577, Laguinho
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Corpus Diagnostico Medicos
(96) 3223-1177
av Procópio Rola, 104 Central
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Instituto de Oncologia e Mastologia S/c Ltda
(96) 3261-1560
tr Joaquim Gouveia, 160, Alvorada
Macapá, Amapá

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Aplicação de Botox para suor excessivo

Você acaba de sair do banho e já está suando em bicas. O penteado está mais para descabelado e aquela blusa colorida que você tanto gosta já manchou com o suor. Axilas, palmas das mãos, costas, barriga, face e pés. Não importa o local, apenas o incômodo sentido em atividades de trabalho, de lazer e sociais.

A hiperhidrose (produção excessiva e não controlada de suor) é mais comum em adolescentes entre 15 e 25 anos, mas pode ainda aparecer na idade adulta. "A hiperhidrose não apresenta risco, mas é extremamente desconfortável, podendo causar embaraço social e, muitas vezes, transtornos psicológicos e de relacionamentos", explica Solange Teixeira, dermatologista da Unifesp.

A também dermatologista Juliana Burihan Cahali explica que em muitos casos a hiperhidrose é transitória, conseqüência de fatores como variação hormonal e ansiedade. "Pacientes muito ansiosos podem ter uma hiperhidrose transitória, de fundo emocional", comenta.

O uso da toxina butolínica é mais indicado para aplicações em quem tem sudorese excessiva nas axilas. "Nas regiões plantar, palmar e digital, a injeção é mais dolorosa e, às vezes, pode-se recorrer a bloqueios anestésicos", comenta Solange. Com a aplicação da toxina, o nervo responsável pela liberação de substâncias que estimulam a produção de suor é bloqueado, fazendo com que a produção cesse.

Mas as aplicações devem ser refeitas para que o suor não volte a atrapalhar o dia-a-dia da pessoa. "A duração média varia de 6 a 9 meses. É importante lembrar ainda que o efeito não é imediato, ele tem um início de ação em 48 horas, atingindo seu pico em duas semanas", complementa Juliana. Ela comenta ainda que o uso contínuo da substância não interfere na eficácia das aplicações. "Não é recomendado a aplicação com intervalos menores do que dois meses, mesmo porque ela nem é necessária".

Contra-indicações:
- Aplicações em áreas com infecções, irritadas ou inflamadas;
- Durante a gravidez.

Alternativas de tratamento para hiperhidrose
- Iontoforese: tratamento por corrente galvânica de 20 a 30min por dia;
- Cirurgia: retirada das glândulas sudoríparas (indicada para axilas e palma das mãos);
- Simpatectomia Endoscópica Transtorácica: secção dos gânglios simpáticos responsáveis pelo estímulo nervoso (sob anestesia geral).

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica