Analisando o novo Total Flex Bora 2.0 da Volkswagen Manaus, Amazonas

O sedan médio Bora passa a oferecer, a partir de agora, a tecnologia bicombustível. O motor é o EA 113 2.0 Total Flex, o mesmo oferecido pelos nacionais Golf GT e Polo GT. Analise este carro no artigo abaixo.

Finincard SA Admin Cart Cred e Turismo
(92) 233-7192
av Santos Dias, 291, Cidade Nova
Manaus, Amazonas
 
Mario CS Gomes
(92) 631-3325
r Vinte e Quatro de Maio, 30, Centro
Manaus, Amazonas
 

Analisando o novo Total Flex Bora 2.0 da Volkswagen

Fornecido por:

Produzido no México e comercializado no mercado brasileiro desde 2000, o sedan médio Bora passa a oferecer, a partir de agora, a tecnologia bicombustível. O motor é o EA 113 2.0 Total Flex, o mesmo oferecido pelos nacionais Golf GT e Polo GT.

 

Com a possibilidade de uso dos dois combustíveis, o Bora passa a contar com 17,3 kgfm de torque a 2.250 rpm, seja com gasolina ou álcool, e potência de 116 cavalos a 5.250 rpm com gasolina e de 120 cv com álcool, a 5.250 rpm.

 

O novo propulsor EA 113 2.0 Total Flex foi desenvolvido pela Volkswagen do Brasil, mas o processo contou com o acompanhamento dos engenheiros do México (onde é produzido), da Alemanha e também da Audi AG.

 

Vendido no Brasil em duas versões -- manual e automática Tiptronic, de 6 marchas --, o Bora conta com um pacote completo de equipamentos que garante uma relação custo-benefício muito favorável.

 

Custando R$ 53.990 (versão manual) e R$ 57.990 (automática), o Bora 2.0 Total Flex sai de fábrica equipado com direção hidráulica, ar-condicionado eletrônico Climatronic, airbag duplo frontal, vidros elétricos, banco do motorista com regulagem de altura, trava elétrica das portas, alarme e rádio CD Player com MP3 entradas USB e Aux-in.

 

O modelo traz também freio a disco de série nas quatro rodas (os dianteiros são ventilados), sistema anti-bloqueio (ABS) e distribuidores eletrônicos de pressão de freagem (EBD). O único opcional é o teto solar elétrico.

 

 

Clique aqui para ler este artigo na Autopista.com