Analisando o estresse no trabalho e o ganho de peso Marabá, Pará

O artigo abaixo fala a respeito do ganho de peso durante épocas de estresse. O estresse no trabalho, relações sociais tensas e a preocupação excessiva com dívidas podem contribuir para o aumento de peso. A análise foi feita em várias pessoas e foi comprovada.

Ludmilla Studio e Artes (Dança do Vente, Yoga e Ballet)
(91) 81347134 e (91) 8357 2707
Travessa Dom Romualdo Coelho, 1072
Belém, Pará
 
Estética, depilação e cabelo (atendimento adomicílio c/ hora marcada)
8829-8400 8026-4391
rua das orquidias ,numero 29
belém, Pará
 
M.A.O. ATIVA
(91) 8314-2507
CIDADE NOVA
ANANINDEUA, Pará
 
INSTITUTO DE ARTES ORIENTAIS - INTAO
(91) 8196-6059
Conj. Cid. Nova 4, SN 16 ESQ. WE 45, nº 292 (próx. fim da linha ônibus)
ananindeua, Pará
 
Massagem para empresa
(91) 8175-4264
Rod Mario Covas 225
Ananindeua, Pará
 
Herbalife
(91) 8164-5067
Trav Gal Pedro Albuquerque,201.
Belém., Pará
 
beleza
(91) 8175-4264
rod Mario Cova
Ananindeu, Pará
 
MASSAGEM PARA EMPRESAS BELÉM PARÁ
(91) 8314-2507
CIDADE NOVA
BELÉM, Pará
 
CURSO DE MASSOTERAPIA
(91) 8314-2507
CIDADE NOVA 4 WE 45 N° 82
ANANINDEUA, Pará
 
CURSO LIVRE DE MASSOTERAPIA
(91) 8874-7885
CIDADE NOVA 4 WE 45 N° 82
ANANINDEUA, Pará
 

Analisando o estresse no trabalho e o ganho de peso

O ganho de peso muitas vezes não está ligado diretamente aos excessos alimentares. O estresse no trabalho, relações sociais tensas e a preocupação excessiva com dívidas podem contribuir para o aumento de peso, assim afirmam os especialistas da Universidade de Harvard, nos EUA. “A economia está estressando as pessoas e o estresse tem sido associado a diversas doenças – como doença cardíaca, pressão alta e aumento do risco de câncer”, destacam os autores.

A análise foi feita com mais de 1,3 mil pessoas, e indicou que o estresse relacionado às demandas no trabalho e a dificuldade de pagar as contas estaria associado ao ganho de peso em homens e mulheres. Diferenças entre homens e mulheres também foram observadas: o ganho de peso dos homens estava aliado à falta de autoridade para tomar decisões no trabalho e a ausência de aprendizado e de interesse no serviço; e, nas mulheres, um efeito também das tensões nas relações familiares.

Segundo os especialistas, o ganho de peso introduzido pelo estresse depende também da alimentação e se a pessoa já apresentava sobrepeso ou obesidade. Sendo assim, eles recomendam, como estratégia para combater a obesidade, intervenções que ajudem a reduzir o estresse e a ansiedade.

"O estresse gera a ansiedade e faz as pessoas exagerarem na comida. A compulsão alimentar, muitas vezes, ocorre em momentos de ansiedade. Nesses períodos, o organismo produz o cortisol estimulando as células de gordura, aumentando o apetite. Utilizando estratégias para combater esses sentimentos em conjunto com uma alimentação balanceada, estaremos minimizando os efeitos e o desenvolvimento da obesidade", explica a nutricionista e tutora do Portal Educação , Ana Paula Leão Rossi.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Portal Educação

Clique aqui para ler este artigo na Nutrição Virtual