Alternativas ao Botox São Paulo, São Paulo

Estrela do rejuvenescimento facial, a toxina botulínica não está sozinha na hora de ganhar uns aninhos diante do espelho. O artigo da varias dicas para quem nao quer recorrer ao botox. Saiba no artigo abaixo.

Ana Claudia Montezino
(11) 3285-2685
R. Carlos Sampaio 304 cj.112
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Carlos Frederico Vergueiro
(11) 2333-9156
Av Abrahao Gonçalves Braga 412
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Gisele Cristine Teixeira Barbosa
(11) 3081-5973
Rua Rubião Meira 42
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Estetica

Dados Divulgados por
Rita Kaarkoski
36751211
Rua Cardoso de Almeida 1991
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Luciana Campos Nascimento
(11) 9114-6454
Rua Dr. Veiga Filho 351 - Cj. 181
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Legal

Dados Divulgados por
Maria Mercedes Granja
(11) 3079-3000
Rua Urussui 92 - 125
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Nutrologia

Dados Divulgados por
Marcio Henrique de Oliveira Mattos
(11) 3965-2783
R Luis Vasconcelos 35
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina do Trabalho

Dados Divulgados por
Hiran Rodrigues de Souza Junior
(11) 3348-4000
Av. Lins de Vasconcelos 356
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Intensiva

Dados Divulgados por
Oduvaldo Goes
(11) 3069-7193
R.Dr.Ovídio Piresa de Campos 225 - Vigilância Sanitária
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Administração em Saúde

Dados Divulgados por
Wu Chi Haur
(11) 3209-0112
Praça Santo Agostinho 70 - Conjunto 11
São Paulo, São Paulo
Especialidade
Medicina Preventiva e Social

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

Alternativas ao Botox

SÃO PAULO - Estrela do rejuvenescimento facial, a toxina botulínica não está sozinha na hora de ganhar uns aninhos diante do espelho. Lifting, miectomia (cirurgia que retira parte da musculatura da região dos olhos e da testa), preechimentos com ácido hialurônico e pellings são algumas opções que complementam ou substituem as aplicações de toxina botulínica tipo A para quem busca um tratamento definitivo, ou para os casos em que a substância não tem ou perde a eficácia.

As aplicações de toxina botulínica tipo A têm pouca durabilidade (entre três e seis meses) e podem perder a eficácia, em casos raros, quando repetidas vezes.

Além disso, não são recomendadas no tratamento de rugas estáticas ou da flacidez facial. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica - Regional São Paulo (SBCP-SP) - indica algumas alternativas que substituem ou complementam a toxina botulínica tipo A nos casos de rejuvenescimento facial. “O envelhecimento facial não é provocado somente pelas rugas de expressão nas quais a toxina botulínica tipo A atua. Há também a mudança de local dos músculos da face, a atrofia dos tecidos, o excesso de pele e mudanças na qualidade da pele, como o aparecimento de manchas e a perda de elasticidade. Existem tratamentos adequados para cada um destes problemas”, avisa Antonio Graziosi, presidente da SBCP-SP.

A toxina botulínica tipo A é uma substância produzida pela bactéria Clostridium botulinum, causadora do botulismo, que paralisa os movimentos musculares da região na qual é aplicada. Ela tem a capacidade de impedir a liberação do neurotransmissor acetilcolina, responsável pela contração muscular. “Como age na paralisia muscular, a toxina botulínica tipo A evita a formação de rugas de expressão, mas não consegue eliminar as rugas estáticas. Os preenchimentos com ácido hialurônico, por exemplo, são indicados para estes casos e eliminam inclusive sulcos mais profundos. Já o lifting facial atua na flacidez facial, reposiciona os tecidos que mudaram de lugar e pode eliminar o excesso de pele do rosto. Com os peelings é possível obter um rejuvenescimento na qualidade e na coloração da pele, que se regenera após o procedimento”, explica Graziosi.

E não se esqueça: procure sempre um profissional qualificado caso queira realizar qualquer processo de rejuvenescimento facial. Imperícia, nesses casos, pode significar a ruína do seu rosto.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica:
Av. Pacaembu 746, 6º and., 3825-9685/3666-1635
Site: www.cirurgiaplastica.org.br/SP

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica