A Ioga e a Psicologia Feira de Santana, Bahia

A teoria psicanalítica nos ensinou a aprofundar nos níveis inconscientes da mente, a esquadrinhar os rincões escuros do psiquismo humano entre outras coisas. Sendo a Ioga um sistema focado no desenvolvimento do ser humano, tem muita relação com a psicologia assim que esta se concentra no conhecimento da conduta humana. Entenda mais no artigo abaixo.

Estacao Saude Garrido Academia de Ginastica Ltda
(71) 3354-0388
r Cipreste, 178, Caminho das Árvores
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Olimpica Esportes Academia de Ginastica Ltda
(71) 3345-3458
r Fernando Menezes de Góes, 570, Pituba
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
PERSONAL TRAINER
071 9167-4494
RUA EULLER DE PEREIRA CARDOSO 846 A CASA 5
SALVADOR, Bahia
 
TROUPE TRAINER - Consultoria e treinamento esportivo personalizado
(71) 9293-0556
Rua Vicente Batalha
Salvador, Bahia
 
Bob & Cida Academia de Ginastica Ltda
(71) 3312-7045
r Bastos,Comend, 33, Mares
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Max Academia de ginastica e comercio de artigos esportivos ltda
(71) 3378-9937
Rua eleoterio da silva, Shopping Litoral Norte, Atrás da Insinuante
Lauro de Freitas, Bahia
 
Abs Condicionamento Fisico Ltda
(71) 3237-0576
av Centenário, 13, Cs, Graça
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Academia Gil Vilas Boas Ltda Me
(71) 3233-0381
r Barros Falcão, 193, 2 An, Matatu
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
Academia Espaco Agua e Vida Ltda
(71) 3351-6558
av Antônio Carlos Magalhães, 377, Fds, Itaigara
Salvador, Bahia

Dados Divulgados por
ACADEMIA EQUILÍBRIO
(75)3225-0612 3489-2236
RUA LÁZARO LUDOVICO ZAMENHOF, 1158 BRASÍLIA
FEIRA DE SANTANA, Bahia
 
Dados Divulgados por

A Ioga e a Psicologia

Sendo a Ioga um sistema focado no desenvolvimento do ser humano, tem muita relação com a psicologia assim que esta se concentra no conhecimento da conduta humana.

Dentro da história da psicologia encontramos cinco enfoques que contribuíram com valiosos conhecimentos a respeito da humanidade: o enfoque psicobiológico, o psicanalítico, o de aprendizagem cognitiva, o humanista existencial e o transpessoal. Vejamos a relação destas teorias com a disciplina da Ioga.

O modelo psicobiológico
Este modelo de pensamento enfatiza o funcionamento orgânico como base e fundamento do desenvolvimento psíquico individual, tudo tende a explicá-lo de acordo à fisiologia. É como se a mente fora o resultado do corpo em geral e o encéfalo em particular. O comportamento anormal se deve a uma disfunção do organismo. O tratamento tem por objeto provocar uma mudança no aspecto biológico da pessoa. As intervenções podem ser de dois tipos: a) farmacoterapia e b) psicocirugía ou terapia de choque.

Modelo psicoanalítico
A teoria psicanalítica nos ensinou a aprofundar nos níveis inconscientes da mente, a esquadrinhar os rincões escuros do psiquismo humano entre outras coisas; abriu o conceito de psicologia para campos desconhecidos ao menos no ocidente. Localiza o funcionamento anormal em experiências emocionais dolorosas da infância. Apóia-se em técnicas verbais, associação livre, a interpretação dos sonhos e os mecanismos de defesa. Busca-se trazer para o nível consciente os conflitos inconscientes.

Modelo aprendizagem cognitiva
Dentro deste modelo destaca a teoria do condutismo o qual veio a pôr os pés sobre a terra quanto às investigações psicológicas, fazendo ênfase no método científico com grande rigor, sua contribuição é sobre a conduta manifestada e as relações interpessoais. As terapias condutistas se apóiam nos princípios de aprendizagem e condicionamento, tentam modificar o comportamento das pessoas. As terapias cognitivas se constroem sobre as bases da aprendizagem e os processos mentais. Tratam de modificar a interpretação da percepção e os padrões de pensamento, especialmente os de índole negativos.

Modelo humanista existencial
A psicologia humanista existencial enfatiza as atitudes e os valores nas relações interpessoais, busca o desenvolvimento do potencial humano para ajudar ao indivíduo a transformar-se em uma pessoa plenamente integrada. O funcionamento anormal é o resultado de não poder desenvolver todo nosso potencial. Na teoria humanista a isto lhe chama falta de auto-atualização, e na teoria existencial é a incapacidade para superar as fontes de ansiedade para confrontar a situação existencial da vida. Baseiam-se na conversação e em exercícios vivenciais.

Modelo transpessoal
Este modelo que se desenvolve a partir das teorias humanistas nos ensina a ir além das limitações da personalidade, busca a transcendência do ego para alcançar ao eu transpessoal, representa o nível mais alto dentro das investigações científicas da psicologia. É uma evolução do modelo anterior, incorporando o reconhecimento da essência do ser humano, esta terapia procura extrair do interior do sujeito a força, a luz e o amor divino que moram dentro de cada ser, para que possa resolver sua situação problemática. Utiliza o diálogo terapêutico, a visualização criativa, meditação, hipnose, exercícios vivenciais, e tudo que ajude a harmonização integral do ser.

A Ioga coincide com o enfoque psicobiológico ao afirmar a unidade corpo-mente, e ao enfatizar a importância do adequado funcionamento orgânico para o bem-estar total do indivíduo. Sobre tudo no ramo do Hatha Ioga.

As descobertas profundas da psicanálise sobre o inconsciente se correspondem com os conhecimentos antigos da Ioga sobre os aspectos não conscientes da mente.

A teoria de aprendizagem cognitiva e condutista se relacionam com a Ioga quanto à observação científica da conduta humana e ao aspecto social do ser humano.

O humanismo existencial psicológico ao trabalhar sobre o desenvolvimento potencial da humanidade se harmoniza completamente com um dos aspectos da Ioga: o viver plenamente o momento presente.

O transpessoal na psicologia atual deve unificar o conceito filosófico oriental, sobre o ser humano, com os descobrimentos científicos do ocidente.

Em síntese a Ioga abrange as diferentes escolas psicológicas e as sintetiza em um tudo harmônico e coerente, é o que procuramos no enfoque da Yogaterapia.

No estudo da psicologia, sobre tudo no ponto de vista transpessoal, agora se leva em conta não só as descobertas dos acadêmicos, avalizados pelas grandes Instituições educativas, mas também se voltam os olhos para o oriente, às antigas e atuais filosofias que durante séculos estudaram o ser humano, possivelmente com uma metodologia diferente e partindo de paradigmas menos materialistas, que aqueles que sobressaíram no ocidente.