10 maneiras de evitar as estrias Manaus, Amazonas

O artigo mostra 10 maneiras de voce evitar as estrias. A radiação ultravioleta é inimiga da elasticidade da pele. Saiba mais no artigo abaixo.

Emerson Carvalho da Silva
(92) 3646-2389
r I, 54, Als Cj Eldorado, Prq 10 de Novembro
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia Adrenalina
(92) 3584-0470
r Luiz Camoes, 957, al t Santo Antonio
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Personal Fitness Club Ltda - Me
(92) 3635-4744
r Acre, 164, Cj Vier Alves, N S das Graças
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia Amazon Fitness
(92) 3233-9376
av Sem Alvaro Maia 501
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Zaranza e Carvalho Ltda
(92) 3238-7437
av João Machado,Des, 4922, Als, Planalto
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia Chegue Clube
(92) 3232-0198
av Chetulio Vargas 773, Centro
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia de Bllet Classico Prof Rezente
(92) 3232-0254
r 10 De Julho 491, Centro
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
C. M. C. da Silva
(92) 3631-0519
r Belo Horizonte, 888, Lt C, Adrianópolis
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia Brothers
(92) 3237-2559
r 23 ,505 Conjunto 31 Marco
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Academia Amazonense de Letras
(92) 3234-0589
r Ramos Ferreira 1009, Centro
Manaus, Amazonas

Dados Divulgados por
Dados Divulgados por

10 maneiras de evitar as estrias

1- Mantenha a balança sob controle
Quanto mais peso você ganha, mais a pele precisa esticar para acomodar-se às novas formas. Não significa que você tenha que fazer regime e ficar apavorada com os ponteiros da balança, mas deve cuidar para que os quilinhos venham de maneira uniforme."Em média o ganho de peso durante a gravidez deve girar em torno de 9 a 12 quilos", avisa Maricy Tacla, obstetra de São Paulo.

2- Não deixe os exercícios de lado
Se o seu ginecologista permitir, continue com a rotina de exercícios ou aproveite para começar com caminhadas leves ou hidroginástica."Malhar ajuda a controlar o peso", afirma Dilci Franco, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Os exercícios, especialmente os aeróbicos, estimulam a circulação e o aporte de nutrientes até as células da pele. E, quando o metabolismo está funcionando bem por lá, melhora a qualidade do tecido e das fibras elásticas fabricadas por ele.

3- Beba bastante líquido
Tenha sempre à mão uma garrafinha de água, chá, suco, água-de-coco ou qualquer líquido. O importante é não deixar o organismo sentir sede nunca. Se você já bebia 2 litros antes de ficar grávida, aumente a dose. Seu corpo vai precisar de mais ainda neste momento em que quase todas as trocas com o bebê ocorrem em meio líquido.Com isso você garante que sua pele receba a quantidade adequada de água e fique bem hidratada. Quanto mais água existe por ali, melhores as condições para as reações químicas que ocorrem nas células, especialmente as responsáveis pelo colágeno e pela elastina.

4- Alimente sua pele
As vitaminas A, C e E têm fundamental importância na prevenção da deterioração das células e das fibras colágenas, causada pelos radicais livres. Todas as três agem como antioxidantes, cada uma à sua maneira.Mas, em vez de sair por aí tomando suplementos, basta adotar um cardápio variado e montar pratos coloridíssimos.

5- Evite banhos muito quentes
A água excessivamente aquecida retira da pele a proteção natural, chamada de manto hidrolipídico. Sem ele, a epiderme, camada mais superficial do tecido cutâneo, acaba perdendo água para a superfície. E, como você viu no item anterior, a pele ressecada contribui para o enfraquecimento das fibras elásticas. Por isso tome sempre um banho morno com rápida duração (cerca de 5 minutos) e sem o uso de buchas vegetais ásperas.

6- Capriche na escolha dos óleos de banho e dos cremes hidratantes antiestrias
Não precisa ficar o tempo todo se lambuzando. Basta não se esquecer da aplicação dos produtos todos os dias na hora do banho (no caso dos óleos) ou logo em seguida, quando a pele ainda está úmida, o que favorece a absorção.

Creme ou óleo nenhum é capaz de fazer milagre, mas podem ajudar bastante. Alguns deles têm efeito oclusivo (os mais oleosos) porque formam sobre a pele uma camada protetora que não deixa a água sair. Outros contêm substâncias capazes de reter a umidade na camada mais superficial da pele, como a uréia e o ácido hialurônico. Os produtos mais eficazes costumam conter os dois tipos de ingredientes, por isso não deixam a pele tão melada.

Alguns deles são preventivos específicos para estrias (em geral, contêm maior concentração de ingredientes). Se julgar necessário - ou se você é do tipo que morre de preguiça de passar hidratante no banheiro frio - use um óleo de banho de origem vegetal (como o de amêndoas doces ou o de semente de uvas) antes da última chuveirada, sem enxaguar demais.

7- Aplique o creme hidratante com massagens
Reserve alguns minutos após o banho para caprichar na aplicação do creme hidratante e fazer uma boa massagem especialmente nas regiões mais críticas, como a barriga, os seios, o bumbum e as coxas. Além de garantir carinho e atenção extra ao seu corpo, você vai ativar a circulação e proporcionar melhor aproveitamento do creme hidratante pela pele.

8- Invista em um bom sutiã
Durante a gravidez os seios aumentam bastante de tamanho. Isso porque nessa região, além das glândulas mamárias, existe tecido gorduroso. E quando você ganha peso as células de gordura do corpo todo ficam mais inchadas. O grande problema é que a mama vive sem apoio nenhum, sujeita única e exclusivamente às leis da gravidade e à capacidade de sustentação da pele. Quanto mais peso se acumula ali, maior a chance de haver rompimento das fibras elásticas. Um sutiã esperto, com alças largas e bojos grandes e firmes, ajuda a manter a região a salvo.

9- Não abuse do sol
A radiação ultravioleta é inimiga da elasticidade da pele. Os raios UVA e UVB agem diretamente sobre as fibras de sustentação - motivo pelo qual o excesso de sol tem relação direta com o envelhecimento precoce. Sem falar que provoca desidratação da pele. E pele ressecada tem mais propensão a estrias.

10- Mantenha-se longe da fumaça do cigarro
A gravidez, por si só, já é motivo suficiente para deixar de lado esse vilão. De uma vez por todas, se possível. Não faltam estudos para comprovar os males da nicotina sobre o desenvolvimento do feto. Baixo peso e problemas respiratórios são os mais comuns. O cigarro ainda provoca a vasoconstrição periférica. Em outras palavras, dificulta a chegada do sangue até aqueles vasos fininhos, chamados capilares, que irrigam a pele. Esse filme você já viu: sem uma boa irrigação, o corpo se torna deficiente na produção de fibras elásticas.

Clique aqui para ler este artigo no Guia da Plastica